“Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.” Mateus 6:34

Nós, humanos, temos uma inclinação natural à ansiedade. Preocupações geralmente tomam curso em nossas mentes desde que saímos da infância e tomamos contato com a realidade mundana, que pode se mostrar cruel e devastadora, ocasionando sequelas aparentemente irreparáveis.

Passamos a viver arrependidos pelo passado e preocupados com o futuro, ignorando e negligenciando o presente, o único tempo em que estamos de fato vivendo. Cristo, que nos conhece e compreende perfeitamente já que é onisciente, aconselha-nos a não nos inquietarmos pelo amanhã, pois basta a cada dia o seu próprio mal (Mateus 6:34).

Temos dificuldade em viver um dia de cada vez, pois a rotina maçante a qual estamos submetidos enquanto no mundo insere em nós cada vez mais estresse e angústia, nos mais diversos níveis. Incorporar os ensinamentos de Jesus à vida neste mundo torna-se cada vez mais desafiante, uma vez que a maioria das pessoas pensa em sentido contrário ao que Ele ensina.

Andar conforme a doutrina de Cristo exige coragem, determinação, ousadia e fé, características que recebemos pelo Espírito Santo que nos habita. Ele nos concede a capacidade de entender o que o Senhor espera que façamos, nos garantindo paz, harmonia e uma esperança fundamentada na certeza de que em breve Ele voltará.

Muitas vezes os motivos de nossas perturbações mostram-se por fim infundados e incoerentes, pois Cristo sempre nos comprova a premissa de que não precisamos andar ansiosos por coisa alguma (Filipenses 4:6).

Não importa a situação a ser enfrentada, para Deus não existem impossibilidades ainda que não consigamos enxergar além de nossas frustrações e aflições. Seus pensamentos são mais altos que os nossos, e nEle podemos confiar. Esta é uma atitude necessária a todos os que se dispõem a seguir o Senhor Jesus. Para nós que somos ensinados a confiar em nossos próprios esforços isto representa uma mudança brusca e radical. Mas agora somos novas criaturas, geradas através da fé em Cristo.

Preocupações de origem material exemplificadas em Mateus 6:25, às quais o homem natural está propenso, já não fazem parte de nossa nova realidade, pois fizemos esta escolha quando aceitamos Jesus como nosso salvador.

Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas? E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura? E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam; E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé? – (Mateus 6:26-30)

A comunhão com Deus através de Sua Palavra nos ajuda a manter a fé intacta, resistente e fervorosa, permitindo que compreendamos que confiar nEle é a decisão mais sábia.

Que Deus os abençoe.

Com amor em Cristo,

Esther Moore

.

Condições de uso: Os textos do blog Leia a Bíblia podem ser copiados e utilizados livremente em correspondência, escolas, blogs e sites pessoais. Vedada a reprodução por empresas, Igrejas, veículos de comunicação corporativos e programas de rádio/TV. Favor citar a fonte.

.

Comentários: Fique à vontade para comentar. Serão publicados os comentários com base bíblica e fundamentação lógica. Opiniões, questões doutrinárias, citações pessoais, assuntos fora do texto bíblico, comentários sem base bíblica, textos copiados de outros sites e blogs bem como assuntos fora do tema do blog e links externos serão deletados. O assunto aqui é SÓ A BÍBLIA ou assuntos diretamente relacionados ao texto bíblico. Obrigado por comentar.

Germano Luiz Ourique


Comente!

(*)Campos de preenchimento obrigatório