‘’Não julgueis segundo a aparência, mas JULGAI segundo a reta justiça. ’’ (João 7:24)

A ignorância bíblica tem sido um dos males mais comuns e persistentes na cristandade atual. Muitos embarcam em filosofias desenvolvidas por homens que supostamente pregam a Palavra, e não se dão ao trabalho de verificar se o que eles dizem é congruente com o que está nas Escrituras. Isto gera uma série de conflitos, equívocos e enganos, afastando cada vez mais pessoas do centro da vontade de Deus.

O fato é que precisamos ler a Bíblia para conhecer o Senhor verdadeiramente, e esta é uma experiência irrevogavelmente individual. Tomando esta atitude evitaremos erros grotescos disseminados por falsos profetas ou indivíduos que creem cegamente no que é dito nos púlpitos, os quais adoram, por exemplo, isolar versículos fora de contexto sem examinar toda a proposta explícita em determinada passagem.

Um desses erros são a permissividade e a conivência com o pecado, o qual muitas vezes é acolhido e nutrido sem ser confrontado à luz da Palavra. ‘’Não julgueis’’, é o que ouvimos sempre que ousamos apontar as heresias consideradas normais e toleradas pela maioria. Somos obrigados a viver à sombra de comportamentos biblicamente ilícitos se quisermos ser levados a sério no meio ‘’evangélico’’.

Sob nosso ponto de vista, a palavra ‘’julgar’’ carrega uma conotação negativa e autoritária, por isso preferimos outorgá-la somente a Deus, sem saber o que Ele realmente quer que façamos. Sabemos que o Mestre não olha para a aparência, e sim para o coração, o que Lhe confere propriedade para julgar segundo a Sua reta justiça, a qual está exposta nas Escrituras e não se adapta ou ajusta a conceitos falhos desenvolvidos por nós, humanos.

São muitos os que não sabem que julgar é uma de nossas tarefas enquanto cristãos, o que é diferente de condenar, tarefa cabível somente a Deus. Devemos alertar, exortar, ajudar e direcionar a Cristo com amor e sabedoria, características imprescindíveis ao tratarmos os outros, sempre baseando-nos na Bíblia. Isto uma ou duas vezes, e então:

‘’Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o, ’’ – (Tito 3:10)

Não é nossa responsabilidade acusar ou agredir, afinal, sabemos que também pecamos. A questão é: precisamos estar dispostos a ouvir e aprender para que possamos crescer em fé e gerar bons frutos. Para tanto, é necessário ler a Palavra de Deus, pois só assim saberemos o que nos é ordenado.

Que Deus os abençoe.

Com amor em Cristo,

Esther Moore

.

Condições de uso: Os textos do blog Leia a Bíblia podem ser copiados e utilizados livremente em correspondência, escolas, blogs e sites pessoais. Vedada a reprodução por empresas, igrejas, veículos de comunicação corporativos e programas de rádio/TV. Favor citar a fonte.

.

Comentários: Fique à vontade para comentar. Serão publicados os comentários com base bíblica e fundamentação lógica. Opiniões, questões doutrinárias, citações pessoais, assuntos fora do texto bíblico, comentários sem base bíblica, textos copiados de outros sites e blogs bem como assuntos fora do tema do blog e links externos serão deletados. O assunto aqui é SÓ A BÍBLIA ou assuntos diretamente relacionados ao texto bíblico. Obrigado por comentar.

Germano Luiz Ourique


Comente!

(*)Campos de preenchimento obrigatório