O que o bíblia fala sobre o sexo?

A Bíblia não fala sobre sexo, ela fala sobre Jesus.

.

Como que eu lido com pessoas vingativas, além de orar por elas?

Ame-as. Mateus 5:44 – “Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;”

.

Estou em um relacionamento sério. Peco ao fazer sexo com meu parceiro?

Gente, entendam de uma vez por todas, a pergunta está errada. A pergunta não é se algo é pecado ou não. A pergunta é: “Isto agrada a Deus?” Porquê? Primeiro, porque cristãos não se preocupam com o pecado, pois o que está escrito é: I João 5:18 – “Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca.” Quer dizer que cristãos não cometem pecados? Não! Quer dizer que Jesus já pagou por todos os pecados daqueles que são salvos. Quem é salvo não tem que se preocupar com o pecado; quem é salvo se ocupa em agradar a Deus. E só. Simples assim. Ao fazer sexo com seu parceiro você estará agradando a Deus? Esta é a pergunta. Continue lendo »


Depois de falar do fruto produzido pelo que ouve a Palavra de Deus, a entende, aceita e conserva, Jesus fala de outra consequência disso: luz. “Ninguém acende uma candeia e a esconde num jarro ou a coloca debaixo de uma cama. Pelo contrário, coloca-a num lugar apropriado, de modo que os que entram possam ver a luz” (Lc 8:16). Mais uma vez o assunto aqui é a responsabilidade do ouvinte.

Ainda que seja uma frágil vela ou candeia neste mundo, a luz do cristão é percebida. Mas, assim como o diabo, a carne e o mundo podem impedir a semente de germinar e produzir fruto, aqui é a vasilha e a cama que impedem a luz de brilhar. Uma vasilha é usada para guardar alimentos e a cama para descansar. O cristão ocupado apenas em juntar bens para garantir um descanso neste mundo terá dificuldade em fazer sua luz brilhar.

O primeiro capítulo do evangelho de João fala de Jesus, dizendo que “nele estava a vida, e esta era a luz dos homens. A luz brilha nas trevas, e as trevas não a derrotaram” (Jo 1:4-5). E continua falando de João Batista, um homem enviado por Deus, mas que não era a luz. “Ele veio como testemunha, para testificar acerca da luz, a fim de que por meio dele todos os homens cressem. Ele próprio não era a luz, mas veio como testemunha da luz. Estava chegando ao mundo a verdadeira luz, que ilumina todos os homens” (Jo 1:7-9). Continue lendo »


Jesus continua com a Parábola do Semeador. “Outra parte caiu entre espinhos, que cresceram com ela e sufocaram as plantas… E a que caiu entre espinhos, esses são os que ouviram e, indo por diante, são sufocados com os cuidados e riquezas e deleites da vida, e não dão fruto com perfeição”(Lc 8:7, 14). Se você já tentou atravessar um arbusto de espinhos, sabe o que significa. Eles agarram suas roupas e o fazem parar. Não há como seguir adiante; é impossível avançar.

Repare que os espinhos já estavam lá quando a semente caiu. Talvez ainda fossem pequenos e tenros, mas certamente iriam crescer vigorosos ao ponto de sufocar a planta. Os espinhos são as preocupações, riquezas e prazeres desta vida. Coisas que podem até ser lícitas, mas mesmo assim servem de obstáculo à salvação do incrédulo e à comunhão do crente com Deus.

Até aqui as três tentativas de semear foram frustradas por falta de um solo adequado à boa semente. Que tipo de solo a Palavra de Deus encontra em você? Será do tipo que não quer perder as amizades dos que passam pelo caminho? Ou do tipo que diz “Já tenho minha religião”, sem nunca ter verificado se ela está de acordo com a Palavra de Deus? Pessoas assim são presa fácil de Satanás e seus agentes. Continue lendo »


“O semeador saiu a semear. Enquanto lançava a semente, parte dela caiu à beira do caminho; foi pisada, e as aves do céu a comeram” (Lc 8:5). Enquanto o caminho nos fala da influência humana, pois é o lugar onde as pessoas pisam, Jesus explica que as aves representam Satanás. Aqueles que ouvem a Palavra de Deus e se deixam influenciar pela opinião pública, ou de amigos e parentes, acabam estéreis e a semente lhes é tirada por Satanás.

O diabo está mais ativo na cristandade do que podemos imaginar. Ao ler a parábola do grão de mostarda no evangelho de Mateus, você encontra as mesmas aves fazendo seus ninhos nos ramos da grande árvore de mostarda que representa a cristandade. As aves ou agentes de Satanás estão confortavelmente instalados nos ramos da cristandade, visando atrapalhar obra de Deus. O diabo não age só nas coisas ilícitas e imorais; o diabo atua principalmente na religião.

“As que caíram à beira do caminho são os que ouvem, e então vem o diabo e tira a palavra dos seus corações, para que não creiam e não sejam salvos” (Lc 8:12). Infelizmente muitos são como a beira do caminho. Querem estar onde a maioria está, e pensam que fazendo isso de uma maneira religiosa ou evangélica estão seguros. Isso é um engano. Os agentes do diabo estão fortes e ativos nas igrejas do mundo cristianizado. Continue lendo »