‘’Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição; que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra; não na paixão da concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus. ’’ – (I Tessalonicenses 4:3-5)

Normalmente um cristão que se preze não consegue se encaixar nos padrões do mundo, e para isso nem precisa se esforçar já que esta é uma tarefa realizada pelo Espírito Santo. Afastar-se das trivialidades mundanas torna-se mais que uma necessidade, é um verdadeiro deleite àqueles que priorizam viver em santidade, conforme o que Deus planejou.

Ainda assim precisamos ser bastante cautelosos. Mesmo não sendo do mundo ainda vivemos nele e estamos sujeitos ás suas inúmeras malignidades e costumes que em nada acrescentam. A humanidade está fadada à decadência e através da mídia e do entretenimento somos bombardeados por assuntos tóxicos e inúteis que têm como núcleo unicamente o pecado, e que geralmente giram em torno de três polos: Sexo, dinheiro e poder.

O primeiro tem uma influência tão significante que insistentemente nos faz lembrar do quão primitivos somos nesses quesitos. Basta acompanhar notícias nos portais mais populares e este assunto estará lá entre as pautas principais e mais procuradas, muitas vezes ultrapassando os limites da informação útil ou do bom senso.

Assunto corriqueiro entre ímpios, sendo motivo de ganância, vanglória e ultraje, um ritual criado por Deus para ser celebrado e aproveitado por um casal em seu laço matrimonial sob a benção dEle é algo extremamente banalizado, exacerbado e principalmente supervalorizado.

Fomos criados dentro do plano de Deus que nos garante a eternidade e podemos decidir onde passá-la. Não permitamos que práticas e assuntos tão primários tomem conta de espaços que devem ser dedicados ás coisas de Deus. É válido lembrar que sem santificação ninguém verá o Senhor (Hb 12:14).

Deus nos concede a salvação através de Seu Filho e este é um mérito total dEle e somente dEle. Porém, uma vez que aceitamos a Cristo como nosso Salvador estamos nos comprometendo a viver de acordo com a Sua vontade, focados no que provém dEle, e se não tivermos interesse em nos aproximar do Senhor enquanto estamos na Terra do que adianta almejarmos o Céu? Seria irracional e principalmente contraditório.

Quem se diz salvo faz tudo o que está em seu alcance para agradar a Deus, não para pagar a dívida que já está paga por Cristo, mas simplesmente por amor, e este amor é vivido e não somente dito, e é demonstrado através de atitudes que atestam se realmente queremos estar junto a Ele para sempre.

Permitamos que Cristo ocupe nossas mentes de forma que não haja mais espaço para o mundo e suas preocupações primitivas, animalescas e estúpidas. Pensemos no que vem de cima, e isso se expressará em como agimos e em como vivemos. Este é o primeiro passo para que transbordemos santidade. Toda glória seja dada a Deus hoje e sempre.

Que Deus os abençoe.

Com amor em Cristo,

Esther Moore

.

Condições de uso: Os textos do blog Leia a Bíblia podem ser copiados e utilizados livremente em correspondência, escolas, blogs e sites pessoais. Vedada a reprodução por empresas, Igrejas, veículos de comunicação corporativos e programas de rádio/TV. Favor citar a fonte.

.

Comentários: Fique à vontade para comentar. Serão publicados os comentários com base bíblica e fundamentação lógica. Opiniões, questões doutrinárias, citações pessoais, assuntos fora do texto bíblico, comentários sem base bíblica, textos copiados de outros sites e blogs bem como assuntos fora do tema do blog e links externos serão deletados. O assunto aqui é SÓ A BÍBLIA ou assuntos diretamente relacionados ao texto bíblico. Obrigado por comentar.

Germano Luiz Ourique


Comente!

(*)Campos de preenchimento obrigatório