A oração do Pai Nosso é uma oração que Jesus ensinou a Seus discípulos em Mateus 6:9-13 e Lucas 11:2-4.

Mateus 6:9-13 – “Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; O pão nosso de cada dia nos dá hoje; E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.”

Muitas pessoas erroneamente compreendem a oração do Pai Nosso como uma oração que devemos fazer palavra por palavra. Alguns tratam a oração do Pai Nosso quase como uma fórmula mágica, como se as palavras por si só tivessem algum poder específico ou influência sobre Deus.

A Bíblia nos ensina o oposto. Deus está muito mais interessado em nossos corações quando oramos do que em nossas palavras. Mateus 6:6 nos ensina: “Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.” Mateus 6:7 continua e diz: “E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos.” Na oração, devemos derramar nossos corações a Deus (Filipenses 4:6-7), e não simplesmente recitar a Deus palavras memorizadas.

Ao invés disto, a oração do Pai Nosso deve ser entendida como um exemplo, um padrão de como orar. A oração do Pai Nosso nos ensina a orar. Ela nos dá os “ingredientes” que devem fazer parte da oração. Eis aqui como se esmiúça: “Pai nosso, que estás nos céus” nos ensina a quem devemos dirigir nossas orações, ao Pai. “Santificado seja o Teu nome” nos diz para adorarmos a Deus, e louvá-lo por quem Ele é. A expressão “Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu” é um lembrete de que devemos orar pelo plano de Deus em nossas vidas e no mundo, não o nosso próprio plano. Devemos orar para que seja feita a vontade de Deus, não por nossos desejos. Somos encorajados a pedir a Deus pelas coisas que precisamos em “O pão nosso de cada dia nos dá hoje”. “E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores” nos lembra que confessemos nossos pecados a Deus e nos desviemos deles – e também que perdoemos os outros assim como Deus já nos perdoou. A conclusão da oração do Pai Nosso: “E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal” é uma petição por socorro em alcançar a vitória sobre o pecado e um pedido por proteção contra os ataques do diabo.

Mais uma vez, a oração do Pai Nosso não é uma oração para memorizarmos e recitar a Deus. É apenas um exemplo de como devemos orar. Há algo de errado em memorizar a oração do Pai Nosso? Claro que não! Há algo errado em fazer a oração do Pai Nosso a Deus? Não, se o seu coração está nela e você verdadeiramente sente as palavras que diz. Lembre-se: em oração, Deus está muito mais interessado em nossa comunhão com Ele e na sinceridade de nossos corações do que em palavras específicas que possamos usar. Filipenses 4:6-7 declara: “Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.”

Fonte: http://www.gotquestions.org/Portugues/oracao-Pai-Nosso.html

Deus os abençoe. Paz!

Germano Luiz Ourique


Comentários:


  1. @Soanen disse:

    Gostei! =D

  2. Tiago Lima disse:

    Acredito que seja uma forma, um padrão perfeito de oração, um molde, um exemplo. Porém ficar repetindo isso não vai adiantar nada, é apenas vã repetição. Orar sem revelação, só por orar, também é uma furada. A revelação não é individual ela se confirma em um, dois, três ou mais irmãos. Deus olha o coração, se você orar em secreto e com sinceridade e verdade Ele vai te ouvir.

  3. Fabia Martins de Oliveira disse:

    Esse é o verdadeiro sentindo da oração, falar com Deus não com palavras mas sim com coração.

  4. Leandro disse:

    Eh verdade!
    Essa oração do Pai nosso serve de base para sabermos como orar a Deus. Porquanto muitas das vezes não recebemos as nossas petições a Deus pois não sabemos pedir. Se aprendermos a orar a Deus com certeza seremos ouvidos por Ele pois o que Deus requer de nós é a sinceridade dos nossos corações.

  5. Gleiver disse:

    Verdade temos que nos achegar mais a Deus …e a Oração e o caminho ….

  6. Mrs. Kirillov disse:

    A oração é muito melhor em Latim, sendo recitada como poesia e não, cântico. Pater Noster, qui es in caelis,sanctificétur nomen tuum, advéniat regnum tuum, fiat volúntas tua, sicut in caelo, et in terra. R. Panem nostrum quotidiànum da nobis hódie, et dimítte nobis débita nostra, sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris et ne nos indúcas in tentatiónem, sed líbera nos a malo. Amen.

  7. Mike disse:

    Amei esta relação entre o “PAI NOSSO ” e ” OS DEZ MANDAMENTOS” nesta época de eleição, pois além de ajudar a memorizar, resgata ovelhas perdidas para Cristo ! ESPALHEM !

  8. GH disse:

    Very good, thanks!


Comente!

(*)Campos de preenchimento obrigatório