Se nossa salvação é garantida por toda a eternidade, por que a Bíblia nos diz para termos muito cuidado com apostasia?

O motivo pelo qual a Bíblia nos adverte tão fortemente contra apostasia é porque uma verdadeira conversão é medida por fruto visível. Quando João Batista estava batizando no Rio Jordão, ele advertiu aqueles que se achavam justos para produzir “frutos dignos de arrependimento” (Mateus 3:8). Jesus advertiu as pessoas que Lhe escutavam enquanto pregava o Sermão da Montanha para o fato de que toda árvore é conhecida por seus frutos:

Mateus 7:16 – “Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?”

e que toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo (Mateus 7:19).

O propósito por trás de todas essas advertências é combater o que algumas pessoas chamariam de “crença fácil”. Em outras palavras, seguir a Jesus é mais do que apenas dizer que você é um Cristão. Qualquer pessoa pode clamar a Cristo como Salvador, mas aqueles que são verdadeiramente salvos vão produzir fruto visível. Agora, alguém pode fazer tal pergunta: “O que significa produzir fruto?” O exemplo mais claro de fruto Cristão pode ser encontrado em Gálatas 5:22-23, onde Paulo descreve o fruto do Espírito [Santo]: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Há outros tipos de fruto Cristão (tais como louvor, ganhar almas para Cristo), mas essa lista nos fornece um bom resumo das atitudes Cristãs. Crentes verdadeiros vão manifestar tais atitudes em suas vidas mais e mais à medida que progridem em sua caminhada Cristã (2 Pedro 1:5-8).

São esses discípulos verdadeiros que produzem fruto que têm a garantia da segurança eterna, e irão perseverar até o fim. Há várias passagens na Bíblia que provam isso. Romanos 8:29-30 descreve a “Sequência de Ouro” para salvação ao apontar que aqueles a quem o Pai conhecia de antemão foram predestinados, chamados, justificados e glorificados – não há nenhuma perda durante todo o processo. Filipenses 1:6 nos diz que o trabalho que Deus começou em nós, Ele também vai completá-lo. Efésios 1:13-14 ensina que Deus nos selou com o Espírito Santo como garantia da nossa herança até o dia no qual a receberemos. João 10:29 afirma que ninguém pode arrebatar as ovelhas de Deus de Suas mãos. Há várias outras passagens que dizem a mesma coisa – Cristãos verdadeiros têm a sua salvação segura por toda a eternidade.

As passagens que nos advertem contra apostasia servem de dois propósitos principais. Primeiro, elas exortam os crentes verdadeiros a confirmar seu “chamado e eleição”. Paulo nos diz em 2 Coríntios 13:5 para nos examinarmos para ver se somos realmente da fé. Se crentes verdadeiros são seguidores de Jesus Cristo que produzem frutos, então devemos poder ver evidência da salvação. Cristãos produzem fruto em diversas proporções, baseado no nível de obediência e dons espirituais, mas todos os Cristãos produzem fruto; e devemos ver evidência disso quando nos examinamos.

Agora, haverá períodos na vida de um Cristão quando não há fruto visível. Isso acontece durante tempos de pecado e desobediência. O que acontece durante esses períodos de desobediência prolongada é que Deus remove de nós a segurança de nossa salvação. Note que Ele não remove nossa salvação, mas a segurança dela. Por isso que Davi orou em Salmo 51 para Deus restituir a “alegria da tua salvação” (Salmo 51:12). Perdemos a alegria da salvação quando vivemos em pecado. Por isso que precisamos nos examinar. Quando um Cristão verdadeiro se examina e não vê nenhum sinal de fruto recente, isso deveria levá-lo a arrependimento sério e a se voltar para Deus.

A segunda razão principal dessas passagens em apostasia é apontar os apóstatas. Um apóstata é alguém que abandona sua fé religiosa. A Bíblia deixa claro que apóstatas são pessoas que fizeram uma profissão de fé em Jesus Cristo, mas que nunca receberam a Ele como Salvador de uma forma genuína. Mateus 13:1-9 (a Párabola do Semeador) ilustra esse ponto perfeitamente. Nessa parábola, um semeador semeia em quatro tipos de solo diferentes: solo duro, solo rochoso, solo cheio de espinhos e solo bom. Esses tipos de solo representam quatro tipos de resposta ao evangelho. O primeiro é rejeição pura, enquanto que os outros três representam vários níveis de acolhimento. O solo rochoso e o solo cheio de espinhos representam pessoas que respondem favoravelmente ao evangelho no início, mas quando perseguição aparece (solo rochoso) ou quando as dificuldades desse mundo começam a pesar (solo cheio de espinhos), aquela pessoa se afasta. Jesus deixa bem claro que apesar desses dois tipos de resposta terem aceitado a verdade inicialmente, eles nunca produziram fruto. De novo, Jesus diz no Sermão da Montanha: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus” (Mateus 7:21).

Pode até parecer incomum para a Bíblia advertir contra apostasia, e ao mesmo tempo dizer que o Cristão verdadeiro não vai nunca apostatar. No entanto, isso é o que as Escrituras dizem. 1 João 2:19 diz especificamente que aqueles que apostatam estão demonstrando que nunca foram Cristãos verdadeiros. As advertências Bíblicas contra apostasia, no entanto, devem ser uma advertência para aqueles que estão “na fé”, sem nunca realmente tê-la recebido. Passagens bíblicas como Hebreus 6:4-6 e Hebreus 10:26-29 são advertências para os crentes que “fingem”, que eles precisam se examinar e perceber que se estão considerando apostatar, então não são realmente salvos. Mateus 7:22-23 indica que aqueles que são “crentes falsos” a quem Deus rejeita são rejeitados não porque perderam a fé, mas por causa do fato de que Deus nunca os conheceu realmente.

Há muitas pessoas que estão dispostas a se identificarem com Jesus. Quem não quer vida eterna e benção? No entanto, Jesus nos adverte a levar em consideração o custo do discipulado (Lucas 9:23-26, 14:25-33). Crentes verdadeiros já fizeram a avaliação desses custos, enquanto que os apóstatas não. Apóstatas são pessoas que, quando abandonam a fé, dão evidência de que nunca foram realmente salvos (1 João 2:19). Apostasia não é perder a salvação, mas ao contrário, é uma demonstração de que salvação nunca foi realmente possuída.

Fonte: http://www.gotquestions.org/Portugues/apostasia-salvacao.html

Deus os abençoe. Paz!

Germano Luiz Ourique


Comentários:


  1. MONIQUE ROCHA ISSA disse:

    DEUS É FIEL!:-)

  2. Bruna Motta disse:

    Por isso meus queridos irmãos, voltemos a Jesus. Sejamos firmes em fé, até dia em que Ele voltar. Será de muita alegria em poder compartilhar o Paraíso de Deus com vocês!!

    Que a paz de Deus esteja com vocês!

  3. Lúcia Alves disse:

    Olá! Ótimo texto que nos leva a refletir e a cuidar para nossos procedimentos e atitudes não favoreça o desencaminhar da fé e da plena certeza de Deus ser o Senhor de nossas vidas.
    Que Deus continue abençoando seu trabalho e que lhe proporcione a palavra do seu coração em seus lábios. Um forte abraço. Bjs!

  4. JAIRO NEVES disse:

    O TEXTO NOS REMETE AO FATO DE QUE SER CRENTE É HABITAR EM NOSSO CORPO O ESPIRITO SANTO DE DEUS QUE NOS FOI DADO ATRAVÉS DE JESUS CRISTO SALVADOR. E PORTANTO REFLETIREMOS A SUA IMAGEM E SEMELHANÇA.

  5. Angelo Marcio disse:

    Devemos então buscar o Espirito Santo ,pois se Ele Habitar em nós,produziremos os frutos necessário para a Salvação…

  6. apostasia e afasta se das leis de deus, das doutrinas dos apostolos,e da comunhao do espirito santo,jesus disse que o amor esfriariam de muitos.

  7. Lamberto de souza barbosa disse:

    Muitos se apostatam correndo atras dos milagres,porem sabemos que os milagres acompanham os que creem e JESUS,em uma fé genuína ate mesmo renunciando muitas coisas pela causa de DEUS…

  8. jose carlos disse:

    Queridos amigos e irmãos quer saber o que é apostasia ? É só olhar para as igrejas dos nossos dias , elas já se desviaram a muito tempo da sã doutrina , esta doutrina que aprisiona os crentes dentro das igrejas é anti- biblica ,o senhor nos chamou para sermos seus dicipulos , para dividirmos nosso pão com o faminto , visitar os enfermos , os encarcerados e vestir o que esta nu isto sim é servir ao senhor , Thiago nos fala em sua epistola que a verdadeira relegião para com Deus visitar os orfãos e as viuvas em suas tribulações e não se conroper com as coisas deste mundo !!!!

  9. MYRIAM disse:

    Lendo essa mgem…e concluo ela com a advertencia que sempre lembro e falo aos ke tem ouvidos….
    Tenho porem contra ti que abandonastes o teu primeiro amor.lembra-te onde caiste,arrepende-te e volta a pratica das primeiras obras.

  10. Breno disse:

    Olá, e no caso dos que caíram. Há possibilidade de volta?

  11. germano disse:

    Breno,
    .
    Defina caíram.

  12. Nathálie disse:

    Germano, acho que o Breno está se referindo aos que foram para o inferno.

  13. billy disse:

    Os sinais estão mais do que evidentes, luas de sangue, as mídias querendo nos tirar o foco, enfim precisamos nos alinhar com o Senhor Jesus, pois Ele esta voltando.

  14. ailtion disse:

    Postasia abandono da fe.ou falsa doutrina .de dez igreha sete. E apostasia.tem muita heresia. Ese mundo ta acabando.oq tiver fora de jesus eu corro.e anti cristo. As igreja tao si vendendo.fasendo aliança com politica e com maçonaria. As pesoa estao cegas.

  15. Marcus Valerius disse:

    Antes de tudo foi a Apostasia que levou judeus a serem cativos de povos fora do convênio, mais tarde os fez possuir fariseus e saduceus professando o mesmo Moisés e multiplicando as interpretações do Pentateuco na mais vil confusão, como se fará com a Bíblia na Idade Média e Moderna e até nossos dias com requintes intelectuais capazes de confundir até uma estátua. Toda igreja evangélica é apóstata, cujo sentido é afastamento ou desvio abertamente ou oculto de algo, pois na origem das igrejas evangélicas já está estampada a herança católica que veio da queda de Roma e do uso dos valores, rituais, trejeitos e símbolos anti judaico-cristãos (imagens, vestimentas, celibato católico, variedade na nomenclatura de igrejas evangélicas, diferentes ou falsas interpretações da Bíblia feitas de propósito) por todo cristianismo adulterado desde o século IV até Lutero, passando pelas dezenas de dissenções religiosas na Europa e matando e torturando como as Inquisições católicas, até nossos dias, com o formador de quadrilha Edir Macedo usando rituais judeus, e RR Soares faturando com “contribuições”, ou os fundadores da Renascer flagrados com milhões na Flórida….em suma, todos comercializam Cristo como se fosse uma “bênção”. Edir Macedo por exemplo, é indiciado por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro: Ser apóstata inclui até produzir vídeos absurdos como esse e não esticar o pé na rua e dividir a riqueza que se tem com quem precisa! Você supostamente “ora” tanto, “vê” tantas visões etc e tal, mas não faz a verdadeira caridade que é ajudar pobres, doentes, pestilentos, animais abandonados, oferecer comida para doentes de lepra (hoje seriam os viciados, sem teto, ex presidiários) para dentro de sua casa como diz em Lc 14:12-14 “Disse também ao que o havia convidado: Quando deres um jantar, ou uma ceia, não convides teus amigos, nem teus irmãos, nem teus parentes, nem os vizinhos ricos, para que não suceda que também eles te tornem a convidar, e te seja isso retribuído. Mas quando deres um banquete, convida os pobres, os aleijados, os mancos e os cegos”. A única caridade que “crentes” fazem é adorar pastores e acumular bens. Deveriam se envergonhar em falar o nome de Cristo nas “músicas” e “louvores”, isso Eduardo Cunha e o inferno inteiro já faz…tudo pura Apostasia de filhos de perdição como vocês (2 Tessal.:2:3). As mega fortunas de pastores famosos brasileiros e estadunidenses é desproporcional à condição pseudo-cristã que alegam ter, o que me faz lembrar uma frase de Gandhi:”Um objeto, mesmo que não tenha sido adquirido por meio de roubo, deve ser no entanto considerado furtado se o possuirmos sem dele precisarmos”.


Comente!

(*)Campos de preenchimento obrigatório