Atualmente é trivial permitir que futilidades determinem como devemos pensar, agir e sobretudo viver. O ser humano encontra-se tão centrado em si mesmo e seu incansável desejo por ser aceito e acolhido pelos demais que perdeu a capacidade de raciocinar sobre o que realmente importa no final das contas.

O conceito de eternidade perde-se em meio à necessidade que as pessoas têm de a todo instante provar aos outros o quanto suas vidas são perfeitas através das redes sociais, por exemplo. Prendem-se a parâmetros de vida mesquinhos e fugazes. Recusam-se a expandir seus horizontes para além de suas necessidades carnais. É gratificante saber que esta realidade não nos interessa, afinal, sendo cristãos, sabemos que nossas vidas têm um firme propósito preestabelecido. Ou pelo menos deveríamos saber. Logo, falemos sobre o que realmente importa: Cristo e a vida eterna.

A causa do evangelho tem sido prioridade em sua vida? É raro encontrar alguém que responda assertivamente com profunda sinceridade. Esconder-se atrás de aparências envoltos em hipocrisia tornou-se tão natural que viver o evangelho autenticamente é extremamente raro. Obviamente, todos nós temos defeitos e os teremos enquanto habitarmos este corpo corruptível. A questão é: estamos permitindo que o Espírito Santo direcione nossas ações a ponto de que nosso maior objetivo seja viver para a glória de Deus?

Um cristão verdadeiro automaticamente encontrará dificuldades em interagir com ímpios, não por ser menos pecador que eles, mas pelo fato de que seu foco está em Cristo, o que significa que suas motivações sempre serão incompatíveis com o que é admissível e conveniente ao mundo. Reflitamos: se somos filhos de Deus, espontaneamente buscaremos fazer o que Lhe agrada, o que implica ser sal e luz e manter uma conduta moldada ao caráter de Cristo. Isso acaba por confrontar critérios preconizados pela carnalidade humana, já que desde o nascimento somos inclinados ao pecado, e temos imensurável dificuldade em abandoná-lo para que sejamos submissos a Deus.

Preferimos viver aos sabores de nossos desejos e interesses individuais, e nos desfazer de suposto privilégio nos obrigaria a sair da tão confortável zona de conforto proporcionada pelas nossas transgressões. Porém, a coragem fixada em nós pelo Espírito Santo nos faz tão lúcidos a ponto de valorizarmos o que verdadeiramente tem valor: as coisas de Deus. Não nos conformemos aos padrões atuais do que significa viver plenamente. Não tentemos nos encaixar em protótipos malignos baseados na desobediência a Deus.

Leiamos a Bíblia e oremos diariamente, buscando uma conexão cada vez mais profunda com Cristo, para que esta comunhão se reflita em nossos pensamentos e ações diariamente. Entretanto, prepare-se para ser excluído, perseguido e ignorado pela grande maioria caso almeje este nobre objetivo. Porém, ânimo! Isso significa que você está trilhando o único Caminho que leva à vida eterna.

Que Deus os abençoe.

Com amor em Cristo,

Esther Moore

.

Condições de uso: Os textos do blog Leia a Bíblia podem ser copiados e utilizados livremente em correspondência, escolas, blogs e sites pessoais. Vedada a reprodução por empresas, igrejas, veículos de comunicação corporativos e programas de rádio/TV. Favor citar a fonte.

.

Comentários: Fique à vontade para comentar. Serão publicados os comentários com base bíblica e fundamentação lógica. Opiniões, questões doutrinárias, citações pessoais, assuntos fora do texto bíblico, comentários sem base bíblica, textos copiados de outros sites e blogs bem como assuntos fora do tema do blog e links externos serão deletados. O assunto aqui é SÓ A BÍBLIA ou assuntos diretamente relacionados ao texto bíblico. Obrigado por comentar.

Germano Luiz Ourique


Comente!

(*)Campos de preenchimento obrigatório