Talvez não haja um assunto mais acaloradamente debatido hoje na igreja que a questão de mulheres servindo como pastoras e pregadoras. Como resultado, é muito importante não ver esta questão como [uma guerra] homens contra mulheres. Há mulheres que acreditam que as mulheres não devem servir como pastoras e que a Bíblia coloca restrições sobre o ministério de mulheres, e há homens que acreditam que as mulheres podem servir como pregadoras e que não há restrições a respeito de mulheres no ministério. Esta não é uma questão de machismo ou discriminação. É uma questão de interpretação bíblica.

A Palavra de Deus proclama:  “11 A mulher aprenda em silêncio, com toda a sujeição. 2 Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio.” (1Tm 2:11-12 ACF). Na Igreja, Deus atribui papéis diferentes para homens e mulheres. Este é um resultado da forma como a humanidade foi criada e o modo pelo qual o pecado entrou no mundo “13 Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. 14 E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão.” (1Tm 2:13-14 ACF).

Deus, através do apóstolo Paulo, limita, impede as mulheres de servirem em funções de ensinar e/ou de ter autoridade espiritual sobre os homens. Isto impede as mulheres de servirem como pastores sobre os homens, o que definitivamente inclui a pregação, o ensino, e o ter autoridade espiritual.

Há muitas “objeções” a este ponto de vista a respeito de mulheres no ministério.

Uma [primeira] objeção, muito usada, é que Paulo restringe as mulheres de ensinarem porque, no primeiro século, as mulheres tinham baixa escolaridade. No entanto, 1Timóteo 2:11-14 em nenhum momento menciona status educacional. Se a educação fosse uma qualificação para o ministério, a maioria dos discípulos de Jesus não teria sido qualificada.

Uma segunda objeção comum é que Paulo restringiu somente as mulheres de Éfeso de ensinar (1 Timóteo foi escrita a Timóteo, que era o pastor da igreja de Éfeso). A cidade de Éfeso era conhecida pelos seus templos à Artemis, uma falsa deusa greco-romana. As mulheres eram autoridades no culto a Artemis. No entanto, o livro de 1Timóteo em nenhum momento menciona Artemis, tampouco Paulo menciona a adoração a Artemis como razão para as restrições em 1 Timóteo 2:11-12.

Uma terceira objeção comum é que Paulo está se referindo apenas a maridos e esposas, não homens e mulheres em geral. As palavras gregas na passagem poderia se referir a maridos e esposas, porém, o significado básico das palavras se refere a homens e mulheres. Além disso, as mesmas palavras gregas são usadas nos versículos 8-10. São apenas os maridos a levantar mãos santas em oração sem ira nem contenda (versículo 8)? São apenas as esposas a vestirem-se modestamente, fazerem boas obras, e servirem a Deus (versículos 9-10)? Claro que não. Os versos de 8-10 se referem claramente a todos os homens e mulheres, não só a maridos e esposas. Não há nada no contexto que possa indicar uma mudança para os maridos e esposas nos versos de 11-14. “8 Quero, pois, que os homens orem em todo o lugar, levantando mãos santas, sem ira nem contenda. 9 Que do mesmo modo as mulheres se ataviem em traje honesto, com pudor e modéstia, não com tranças, ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos preciosos, 10 Mas (como convém a mulheres que fazem profissão de servir a Deus) com boas obras. 11 A mulher aprenda em silêncio, com toda a sujeição. 12 Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio. 13 Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. 14 E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão.” (1Tm 2:8-14 ACF).

Uma outra objeção frequente para esta interpretação das mulheres no ministério procura recorrer às mulheres que ocupavam posições de liderança na Bíblia, especificamente Miriam, Débora, e Hulda no Antigo Testamento. Esta objeção falha em observa alguns fatores importantes. Primeiro, Débora foi a única juíza do sexo feminino entre os 13 juízes do sexo masculino. Hulda foi a única profetiza do sexo feminino entre dezenas de profetas, masculinos mencionados na Bíblia. A única conexão de liderança de Miriam foi que ela era a irmã de Moisés e Arão. As duas mulheres mais importantes dos tempos dos reis foram Atalia e Jezabel, dificilmente são exemplos de piedosa liderança feminina. O mais significante, porém, é que a autoridade das mulheres no Antigo Testamento não é relevante para nosso assunto. O livro de 1Timóteo e as outras epístolas pastorais apresentam um novo paradigma para a igreja — o corpo de Cristo — e este paradigma envolve a estrutura de autoridade para a igreja, não para a nação de Israel ou qualquer entidade do Antigo Testamento.
Argumentos semelhantes são feitos usando com Priscila e Febe no Novo Testamento. Em Atos 18, Priscila e Áquila são apresentados como fiéis ministros de Cristo. O nome de Priscila é mencionado em primeiro lugar, talvez indicando que ela era mais “importante” no ministério do que seu marido. No entanto, em local nenhum da Bíblia Priscila é descrita como participante em um atividade ministerial que esteja em contradição com 1 Timóteo 2:11-14. Priscila e Áquila trouxeram Apolo para sua casa e ambos o discipularam, explicando a Palavra de Deus a ele com mais precisão (Atos 18:26).

“Ele começou a falar ousadamente na sinagoga; e, quando o ouviram Priscila e Áqüila, o levaram consigo e lhe declararam mais precisamente o caminho de Deus.” (At 18:26 ACF) Em Romanos 16:1, “RECOMENDO-VOS, pois, Febe, nossa irmã, a qual serve na igreja que está em Cencréia,” (Rm 16:1 ACF) [a palavra “serve” é verbo, não é o substantivo “serviçal”, nem se refere ao ofício de diaconato, o qual, por sinal, é o de serviçal do pastor e da igreja, ser diácono é a coisa mais longe possível de ser dono dela e ser feitor e patrão que trás o pastor em humilhante rédea curta]. Mesmo que Febe seja considerada uma “diaconisa” [em vez de uma mera crente que se colocou como "serviçal" da igreja], isto não indica que Febe era uma professora na igreja. “Apto para ensinar” é dado como uma qualificação para os pastores, mas não para os diáconos (1 Timóteo 3:1-13, Tito 1:6-9). Anciãos / bispos / diáconos são descritos como o “marido de uma mulher”, “um homem cujos filhos são crentes”, e “homens dignos de respeito.” Claramente, a indicação é que estas qualificações se referem a homens. Além disso, em 1 Timóteo 3:1-13 e Tito 1:6-9, somente pronomes masculinos são usados para se referir a presbíteros / bispos / diáconos. A estrutura de 1 Timóteo 2:11-14 mostra a “razão” perfeitamente clara. O versículo 13 começa com a palavra “Porque” e dá a “causa” da declaração de Paulo nos versículos 11-12. Por que as mulheres não ensinam ou têm autoridade sobre os homens? ”Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva.” E Adão não foi o que foi enganado, mas foi a mulher que foi enganada. Deus criou Adão primeiro. em seguida criou Eva para ser uma “ajudadora” de Adão. Esta ordem da criação tem aplicação universal na família (Efésios 5:22-33) e na igreja. O fato de que Eva foi enganada também é dado como uma razão para as mulheres não servirem como pastoras ou terem autoridade espiritual sobre os homens. Isso leva algumas pessoas a acreditarem que as mulheres não deveriam ensinar, porque elas são mais facilmente enganadas. Esse conceito é discutível, [mais ou menos assim:] “Se as mulheres são mais facilmente enganadas, então porque é permitido a elas ensinarem às crianças (que são facilmente enganadas) e a outras mulheres (que supostamente são mais facilmente enganadas)?” Não é isso que diz o texto. [A Bíblia somente diz, explicitamente, que:] As mulheres não são permitidas ensinar aos homens nem ter autoridade espiritual sobre os homens, porque Eva foi enganada. Como resultado, Deus deu aos homens a autoridade do ensino principal na igreja.

Muitas mulheres são excelentes em dons de hospitalidade, misericórdia, ensino, evangelismo, e ajuda. Grande parte do ministério da igreja local depende das mulheres. As mulheres na igreja não estão impedidas de orar e profetizar (1 Coríntios 11:5) [Mas, após ser escrita a última palavra da Bíblia, não temos mais profecias], as mulheres só estão impedidas de ter autoridade de ensinar coisas espirituais a homens. A Bíblia em nada restringe as mulheres de exercerem os dons do Espírito Santo (1 Coríntios 12) [aqueles dons que eram exclusivos e identificatórios dos 83 apóstolos e discípulos]. As mulheres, tanto quanto os homens, são chamadas para ministrar aos outros, para demonstrar o fruto do Espírito (Gálatas 5:22-23), e para proclamar o evangelho aos perdidos (Mateus 28:18-20; Atos 1:8, 1Pedro 3:15).

Deus ordenou que somente os homens são permitidos servir em posições de autoridade espiritual de ensino na igreja. Isso não é porque os homens são professores necessariamente melhores, ou porque as mulheres são inferiores ou menos inteligentes (que não é o caso). É simplesmente a maneira de como Deus projetou funcionar a igreja. Os homens devem dar exemplo de liderança espiritual em suas vidas e através de suas palavras. As mulheres devem ter um papel menos autoritativo. As mulheres são encorajadas a ensinar a outras mulheres (Tito 2:3-5). A Bíblia também não restringe as mulheres de ensinar a crianças. A única atividade que é proibida às mulheres é a de ensinar ou ter autoridade espiritual sobre os homens. Isso, logicamente, impede as mulheres de servirem como pastores de homens. Isso não torna as mulheres menos importantes, de modo nenhum, mas dá-lhes um foco ministerial mais de acordo com o plano de Deus e Sua dádiva para elas.

Dennis Allan – Fonte: http://bit.ly/uQ3K6T

Tenham um ótimo fim de semana.

Paz!

Germano Luiz Ourique


Comentários:


  1. Vinícius disse:

    Germano, sobre esse post, ficou duas dúvidas:
    Primeiro, é que como Deus não restringiu as mulheres de ensinarem às crianças, seriam os adolescentes considerados crianças nesse aspecto?
    Segundo, as mulheres naturalmente podem exercer o ministério de missões, para pregar o evangelho pelo mundo afora.Nesse caso, essa mulher não poderia em alguma situação subir ao púlpito para pregar, apresentando o seu ministério diante da igreja?

  2. Joao Victor disse:

    Levem a mal, nao. Péssimo post! Com tanto assunto realmente necessário para se tratar no meio cristao, vcs vem por em questao a atuação das mulheres na obra do Senhor?? Sei não, viu. Mandaram mal ae.

  3. Bruna disse:

    Excelente Post, são coisas que precisamos aprender à luz da Palavra. Irei conversar com o meu pastor sobre isso. Deus os abençoe.

  4. Jeison Dias disse:

    Creio eu que todo conhecimento em nosso meio seja necessário. Eu já não acho o post errado e desnecessário. Pelo enorme contrário. Todos nós precisamos saber nossa posição de atuação no reino de Deus.
    Não adianta querer fazer o que acha, tem que fazer o que é. E para você saber o que você tem que fazer no reino. Ore e Leia a Bíblia.
    Post esclarecedor.

  5. Miriã Dallas disse:

    Querido irmão João Victor, nunca passou pela sua cabeça que as próprias mulheres querem saber desse assunto? Todo assunto aue envolve Deus é importante, o que você queria? Algo sobre vitória, bênção, resposta de Deus? Nem só de pão viverá o homem, mas sim da palavra de Deus. Gostei do seu post Luiz! Só que ainda não sei se entendi bem… Acho que foi apenas uma falta de atenção em partes da leitura. Vou ler novamente. Brigada, muito bom ler sobre isso, um assunto que me interessa :) a paz do Senhor

  6. bruno disse:

    Achei muito interessante o post e todo baseado na palavra de Deus.A igreja é um corpo, e um corpo é composto por vários membros e cada um tem sua função.Todas as funções na igreja são importantes.

  7. Wesley disse:

    Interessante, porem algo que traz confusão, e Deus não é Confusão é Solução, Me Converti atravez de uma Ministração de uma Mulher… então….

  8. germano disse:

    Vinícius,
    1. Sim, Vinícius, adolescentes são crianças.
    2. Quem exerce o Ministério de Missões são os homens. Não existem mulheres missionárias na Bíblia, só esposas de missionários.
    E para os que já pensaram em Débora, Miriã, Ester e afins, vale para nós só o que está no Novo Testamento como padrão de conduta. Ok pessoal? :)

  9. germano disse:

    Wesley,
    Você não “se converteu”. JESUS converteu você. E não foi através da ministração de ninguém, foi através do Espírito Santo de Deus. Se não foi assim, questione a sua salvação. :)

  10. Simone disse:

    Fiquei confusa !!! como posso então ensinar o meu marido, se ele não é cristão…? “A mulher sabia não edifica sua casa”? me explique por favor?

  11. Luciana disse:

    Nossa me perdoem!!! Post muito ruim e machista!!! Hoje em dia temos ótimas pregadoras, muitas melhores que miutos prs. E Germano então o que fazer acerca dos 10 mandamentos, se só vale o novo testamento???? Ruim esse post, refaça -o. Estude mais…

  12. Vinícius disse:

    Germano, eu fiz essa pergunta porque veio em minha igreja um casal de missionários, que pregam na Amazônia.A mensagem(sermão) num dos cultos foi pregada pelo casal, os dois juntos, numa mistura de pregação e apresentação do trabalho deles. Não enxergo como sendo anti-bíblico essa conduta.

  13. germano disse:

    Vinícius,
    Mas é anti-bíblica. Não posso mudar a Palavra de Deus e não pretendo agradar a ninguém que não seja a Deus fazendo o que faço aqui. A mulher desse missionário deveria ter ficado sentada e calada durante a explanação dele. Sei que a grande maioria das pessoas entende que o mundo mudou (Deus não é do mundo, Satanás é o Príncipe deste mundo), as coisas mudaram (Deus não muda, nem a Sua Palavra) e a sociedade hoje é diferente do que foi antigamente. (a sociedade é criação do homem e o mundo está desse jeito por causa do homem). Leia a Bíblia, estude a Palavra de Deus. Não acredite no que eu nem qualquer pessoa diga a você. as respostas estão na Bíblia. :)

  14. germano disse:

    Luciana,
    Está perdoada! Leia a Bíblia. :)

  15. Simone disse:

    Germano, aguardo minha resposta…

  16. Miriã disse:

    Essa conduta é apenas dentro da igreja? Como eu posso falar de Jesus para as pessoas? Entendi que dentro da igreja, a mulher não pode liderar e sim ajudar. Na sua casa da mesma forma, mas enquanto a falar sobre Deus entre amigos ou no trabalho?

  17. Yana disse:

    Curti demais esse comentário: “Não adianta querer fazer o que acha, tem que fazer o que é. E para você saber o que você tem que fazer no reino, Ore e Leia a Bíblia” =)

  18. germano disse:

    Miriã,
    Sim, essa conduta se refere ao comportamento das mulheres na igreja. Quanto a falar de Jesus para as pessoas, qualquer mulher pode fazê-lo individualmente, entre amigos ou no trabalho.

  19. germano disse:

    Simone,
    Em casa, individualmente, você pode e deve ensinar o seu marido.

  20. Felipe disse:

    Pior que as pessoas criticam sem ao menos buscar a verdade na bíblia né? =/
    Luciana, você acha que seguir Jesus é seguir os 10 mandamentos??? Sério, leia/estude a bíblia.

  21. Gostei do texto Germano, mas eu fico um pouco confuso com essa relação entre velho e novo testamento.

  22. germano disse:

    Gabriel,
    É normal ficarmos confusos com a relação entre Antigo e Novo Testamentos. O que fazer? Leitura e Estudo da Bíblia, oração pedindo ao Espírito Santo de Deus que nos dê entendimento e muita pesquisa. Precisamos levar em conta algumas coisas:
    a) O Antigo Testamento, embora seja uma fonte de sabedoria e conhecimento universal, foi dirigido aos judeus, ao povo escolhido por Deus.
    b) Antigo e Novo Testamento, ou seja, toda a Bíblia, apontam para Jesus Cristo, Deus encarnado que veio ao mundo nos trazer o Evangelho e fazer a Nova Aliança, onde judeus e gentios passam a ter, igualmente, a oportunidade da salvação através da fé em Jesus.
    c) Um testamento passa a valer a partir da morte do testador, ou seja, sempre temos que levar em conta o que significou a morte de Jesus e todos os acontecimentos que cercaram esse momento.
    d) Somos herdeiros de Jesus e da Nova Aliança, e o “nosso” testamento, que nos faz herdeiros, é o Novo Testamento.
    Leia a Bíblia, estude a Palavra de Deus. :)

  23. Phaby disse:

    Legal o texto.
    Apesar de eu não ter nenhuma pretensão a isso, não sou contra a ordenação de pastora, desde que seja chamada por Deus para tal. Apesar de textos bíblicos citados nesse texto ditos por Paulo não darem muito incentivo a ordenação de mulheres ao pastorado, também não nenhuma objeção por parte de DEUS a isso até porque foi “Paulo que não permitia”, não era “Deus que não permitia” , “Como ordenava a lei ” e não como “Deus ordenava”. Deus é soberano, está acima das leis terrenas, se Ele quiser levanta uma mulher como pastora e a capacita – la para tal função não há nenhum problema nisso. É isso que faz a diferença, quando Deus levanta, ele pode fazer isso e ele faz. O que não pode acontecer são as pessoas independente do sexo se auto intitular pastores se ante ter o chamado para isso, e é exatamente o que está acontecendo hoje, o que tem deixado o evangelho bastante “danificado”.

  24. MIRIÃ disse:

    ESTOU PREUCURANDO EM AUGUM SITE FELE SOBRE MULHRES DO PASTOR SE AUGUEM SOUBER MI FALA TA

  25. Paula disse:

    Olá Germano. Gostaria de saber sobre a questão das mulheres usarem calça. Porque alguns pastores dizem que é algo abominável diante de Deus( Deuteronômio 22:5). Então, isso é válido?( Já que não faz parte do Novo testamento.) Obrigada

  26. germano disse:

    Paula,
    O uso ou não de calça por parte das mulheres, como você mesmo diz, não é explicitamente determinado no Novo Testamento. Algumas denominações proíbem o uso, embora isso não tenha respaldo bíblico, é apenas uma doutrina daquela denominação. E afirmar que é algo abominável diante de Deus é acrescentar ao texto das Escrituras o que não está escrito. E isso sim, é abominável aos olhos de Deus, pois isso está escrito: Apocalipse 22:18-19 – “Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro; e, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro.”

  27. Curiooso disse:

    Me esclareceu muita coisa. Mas não concordo com a interpretação.

  28. Conceição disse:

    Muito interessante o texto. Não discuto aquilo que Deus determina e penso que há muita lógica e coerência quando Paulo ensina que a mulher não deve exercer autoridade sobre o homem e por isso não está autorizada a pregar nas igrejas ou a ser pastora. Esse papel é biblicamente masculino e não vou contestar a Palavra de Deus. Devo ressaltar no entanto, que a mulher deve evangelizar homens, crianças, adolescentes e outras mulheres e isso pode ser feito sem que ela precise usurpar um papel que, volto a insistir, biblicamente não lhe pertence. Quanto à questão da inteligência, embora homens e mulheres tenham “naturezas” e sensibilidades diferentes considero que nem o homem é mais inteligente que a mulher, nem a mulher é mais inteligente que o homem. Acredito que inteligência não tem sexo. As pessoas são inteligentes (ou não) independente do gênero a que pertencem. Grande abraço a todos! Que Deus vos abençoe e guarde!

  29. Leandro disse:

    Concordo em número e grau

  30. Uendel disse:

    Gostei de todas as perguntas e respostas, só que deve se levar em consideração que Paulo, ao falar que as mulheres deviam ficar sentadas e caladas, se referiu a Igreja de Corinto, onde as mulheres estavam causando confusões por usar sua cultura ainda primitiva e desregrada.

  31. germano disse:

    Uendel,
    .
    Leia com atenção:
    .
    I Corintios 14:33-34 – “Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz. COMO EM TODAS AS IGREJAS DOS SANTOS, as vossas mulheres estejam caladas nas igrejas; porque não lhes é permitido falar; mas estejam sujeitas, como também ordena a lei.”

  32. João Carlos Pereira disse:

    Germano: Eu concordo com tudo o que está escrito pois é Biblico. Pois em nenhum lugar eu vi escrito “Pastora” Pois eu leio em Efésios 4: que foi escrito pelo apostolo Paulo que certa feita disse, sede meus imitadores como sou de Cristo, será que teria ele falado na carne? e no versículo de numero 7 do capitulo em questão assim está: E a cada um de nós foi concedida a graça, conforme a medida repartida por CRISTO, seria saudável nós mudarmos o que CRISTO estipulou, é só lermos no mesmo livro de Efésios 4: no versículo 11 que diz: Assim, Ele designou alguns para APOSTOLO, outros para PROFETAS, outros para EVANGELISTAS e outros para “PASTORES” e MESTRES. E a própria palavra nos diz, Eu Sou o mesmo de ontem, de hoje e serei eternamente eu não mudo. Por isso creio que a palavra é eterna não há variação. Que Deus nos abençoe!


Comente!

(*)Campos de preenchimento obrigatório