“O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.” Oséias 4:6

Desde os primórdios da Igreja temos sido alertados contra falsos profetas. São muitos os supostos ‘’mestres’’ que se apoiam na fragilidade espiritual e emocional de indivíduos ingênuos, e também na ignorância bíblica de muitos que se dizem cristãos, utilizando truques psicológicos e dogmas fundamentados em mentiras vãs e frívolas de forma mesquinha, desprezível e imprudente.

Os resultados disso são catastróficos e geram sequelas difíceis de serem reparadas ao longo dos anos, pois frequentemente mesmo quando somos libertados desta prisão religiosa continuamos notando resquícios de uma vida encabrestada ao sistema religioso popular e vigente na cristandade.

Cristo nos chamou para a liberdade ocasionada pela graça de Deus. Não significa que estejamos livres para pecar e sim que estamos livres para abandonar o pecado e nos aconchegar aos princípios divinos, outrora tão distantes e inalcançáveis a nós.

O véu foi rasgado (Mt 27:51), temos livre acesso ao Pai através do Filho. Não permitamos que quaisquer forças físicas ou espirituais nos atenham de correr para os braços dEle e ali estarmos eternamente. Não é algo fácil de ser feito, mas com o Espírito Santo nos habitando podemos ir além de qualquer limite imposto por quem quer que seja, pois nEle somos livres para aprender o que realmente é o Evangelho, para então vivermos de acordo com ele.

Neste mundo onde impera a ganância e a leviandade, onde o amor de muitos esfriou, é natural que os relacionamentos humanos sejam permeados por crueldade e interesses escusos. O que não é natural é um cristão se envolver neste emaranhado de pecado e perdição.

Precisamos ser cautelosos quanto ao que ouvimos sobre a Palavra de Deus e só podemos fazer isto estudando tudo o que nela está com afinco e dedicação, esta é uma tarefa exclusivamente individual, ou seja, devemos analisá-la por nós mesmos, a única ajuda válida e apropriada vem do Espírito de Deus. Quando isto ocorre, já não somos mais dominados pela ignorância e maldade de lobos em pele de cordeiro.

A lucidez que provém de um relacionamento profundo e maduro com Cristo eleva nossas almas e nos fortalece para que possamos enfrentar qualquer desafio. Cristo nos libertou e não precisamos ser oprimidos por nós mesmos ou por outrem.

Que Deus os abençoe.

Com amor em Cristo,

Esther Moore

.

Condições de uso: Os textos do blog Leia a Bíblia podem ser copiados e utilizados livremente em correspondência, escolas, blogs e sites pessoais. Vedada a reprodução por empresas, Igrejas, veículos de comunicação corporativos e programas de rádio/TV. Favor citar a fonte.

.

Comentários: Fique à vontade para comentar. Serão publicados os comentários com base bíblica e fundamentação lógica. Opiniões, questões doutrinárias, citações pessoais, assuntos fora do texto bíblico, comentários sem base bíblica, textos copiados de outros sites e blogs bem como assuntos fora do tema do blog e links externos serão deletados. O assunto aqui é SÓ A BÍBLIA ou assuntos diretamente relacionados ao texto bíblico. Obrigado por comentar.

Germano Luiz Ourique


Comente!

(*)Campos de preenchimento obrigatório