Jesus continua com a Parábola do Semeador. “Outra parte caiu entre espinhos, que cresceram com ela e sufocaram as plantas… E a que caiu entre espinhos, esses são os que ouviram e, indo por diante, são sufocados com os cuidados e riquezas e deleites da vida, e não dão fruto com perfeição”(Lc 8:7, 14). Se você já tentou atravessar um arbusto de espinhos, sabe o que significa. Eles agarram suas roupas e o fazem parar. Não há como seguir adiante; é impossível avançar.

Repare que os espinhos já estavam lá quando a semente caiu. Talvez ainda fossem pequenos e tenros, mas certamente iriam crescer vigorosos ao ponto de sufocar a planta. Os espinhos são as preocupações, riquezas e prazeres desta vida. Coisas que podem até ser lícitas, mas mesmo assim servem de obstáculo à salvação do incrédulo e à comunhão do crente com Deus.

Até aqui as três tentativas de semear foram frustradas por falta de um solo adequado à boa semente. Que tipo de solo a Palavra de Deus encontra em você? Será do tipo que não quer perder as amizades dos que passam pelo caminho? Ou do tipo que diz “Já tenho minha religião”, sem nunca ter verificado se ela está de acordo com a Palavra de Deus? Pessoas assim são presa fácil de Satanás e seus agentes. Talvez você receba as coisas de Deus com alegria, mas sem profundidade por não existir um arrependimento sincero de seus pecados. Ou quem sabe os espinhos das preocupações, riquezas e prazeres o estejam prendendo?

Independente se a aplicação da Parábola é para o crente ou incrédulo, há três coisas que impedem a semente de germinar: Satanás, a carne e o mundo. Estas aparecem na forma das aves, das pedras e dos espinhos. Felizmente existe ainda uma quarta situação, a da semente que cai em solo propício. “Outra ainda caiu em boa terra. Cresceu e deu boa colheita, a cem por um… as que caíram em boa terra são os que, com coração bom e generoso, ouvem a palavra, a retêm e dão fruto, com perseverança”(Lc 8:8, 15).

Espero que este seja o solo que a Palavra de Deus encontrará em você: longe das opiniões dos homens e dos agentes religiosos de Satanás; com uma consciência quebrantada pelo arrependimento, e livre dos espinhos que tentam agarrá-lo e prendê-lo a esta vida. Quando comparamos a mesma parábola em Mateus, Marcos e Lucas, descobrimos que em todos os casos todos ouvem a Palavra. Porém em Mateus a boa terra é identificada como aquele que ouve e entende a Palavra; em Marcos, como quem ouve e aceita; e em Lucas, ouve e retém. Entender, aceitar e reter a Palavra são os requisitos para você dar fruto para Deus.

Por Mario Persona

.

Condições de uso: Os textos do blog Leia a Bíblia podem ser copiados e utilizados livremente em correspondência, escolas, blogs e sites pessoais. Vedada a reprodução por empresas, Igrejas, veículos de comunicação corporativos e programas de rádio/TV. Favor citar a fonte.

.

Comentários: Fique à vontade para comentar. Serão publicados os comentários com base bíblica e fundamentação lógica. Opiniões, questões doutrinárias, citações pessoais, assuntos fora do texto bíblico, comentários sem base bíblica, textos copiados de outros sites e blogs bem como assuntos fora do tema do blog e links externos serão deletados. O assunto aqui é SÓ A BÍBLIA ou assuntos diretamente relacionados ao texto bíblico. Obrigado por comentar.

Germano Luiz Ourique


Comente!

(*)Campos de preenchimento obrigatório