Na passagem anterior Jesus ensinava à multidão o comportamento adequado ao reino de Deus. Lembre-se de que fazer parte do reino não significa necessariamente estar salvo eternamente, pois o reino inclui joio e trigo. O reino é a esfera dos que reconhecem, ainda que exteriormente, o senhorio de Cristo. Quando alguém na multidão pede a Jesus para julgar uma questão de herança familiar, ele deixa claro que não veio para se intrometer na divisão da riqueza entre os homens. Ele não foi um ativista social e nem veio consertar os sistemas do mundo. Ele veio resgatar e salvar pessoas do mundo.

Depois de contar a parábola do rico insensato, Jesus se dirige aos discípulos, mostrando quais devem ser suas prioridades: “Portanto eu lhes digo: não se preocupem com suas próprias vidas, quanto ao que comer; nem com seus próprios corpos, quanto ao que vestir. A vida é mais importante do que a comida, e o corpo, mais do que as roupas. Observem os corvos: não semeiam nem colhem, não têm armazéns nem celeiros; contudo, Deus os alimenta. E vocês têm muito mais valor do que as aves!” (Lc 12:22-24).

Repare que ele não diz “não trabalhem para comprar comida e roupas”. Se dissesse, estaria contradizendo sua própria Palavra dita por intermédio de Paulo aos Tessalonicenses: “Vocês mesmos sabem como devem seguir o nosso exemplo, porque não vivemos ociosamente quando estivemos entre vocês, nem comemos coisa alguma à custa de ninguém. Pelo contrário, trabalhamos arduamente e com fadiga, dia e noite, para não sermos pesados a nenhum de vocês… Quando ainda estávamos com vocês, nós lhes ordenamos isto: se alguém não quiser trabalhar, também não coma. Pois ouvimos que alguns de vocês estão ociosos; não trabalham, mas andam se intrometendo na vida alheia. A tais pessoas ordenamos e exortamos no Senhor Jesus Cristo que trabalhem tranquilamente e comam o seu próprio pão”(2 Ts 3:7-12).

Mas e se alguém recebeu um chamado do Senhor para evangelizar, pastorear ou ensinar? Então o Senhor irá sustentá-lo, sem que precise pedir nada a ninguém. Se o sustento não vier é porque o Senhor quer que trabalhe, em regime integral ou parcial, como fazia Paulo, que fabricava tendas. As duas formas são corretas. Porém existe uma terceira classe, a dos que não esperam no Senhor, mas pedem dinheiro aos homens com a desculpa de que é para a obra de Deus. Que diferença da vida de Paulo, que dizia: “Não cobicei a prata nem o ouro nem as roupas de ninguém. Vocês mesmos sabem que estas minhas mãos supriram minhas necessidades e as de meus companheiros. Em tudo o que fiz, mostrei-lhes que mediante trabalho árduo devemos ajudar os fracos, lembrando as palavras do próprio Senhor Jesus, que disse: ‘Há maior felicidade em dar do que em receber’” (At 20:33-35).

No próximo post, descubra a cura para a ansiedade.

Por Mario Persona

.

Condições de uso: Os textos do blog Leia a Bíblia podem ser copiados e utilizados livremente em correspondência, escolas, blogs e sites pessoais. Vedada a reprodução por empresas, Igrejas, veículos de comunicação corporativos e programas de rádio/TV. Favor citar a fonte.

.

Comentários: Fique à vontade para comentar. Serão publicados os comentários com base bíblica e fundamentação lógica. Opiniões, questões doutrinárias, citações pessoais, assuntos fora do texto bíblico, comentários sem base bíblica, textos copiados de outros sites e blogs bem como assuntos fora do tema do blog e links externos serão deletados. O assunto aqui é SÓ A BÍBLIA ou assuntos diretamente relacionados ao texto bíblico. Obrigado por comentar.

Germano Luiz Ourique


Comente!

(*)Campos de preenchimento obrigatório