O título deste post é uma frase muito professada e difundida não só entre cristãos, como também em adesivos de automóveis, chaveiros, canecas, dentre outros objetos, e as razões são das mais diversas: adoração e louvor, pela crença de que tais itens trarão proteção, ou até mesmo um senso de obrigação. O mais importante nesta frase é a sua veracidade, muitas vezes deixada de lado. E não é de se admirar! Caímos no erro de nos deixar assolar por opressões quando não estamos firmes em Cristo, passando a nos sentir insatisfeitos e desmotivados perante circunstâncias aflitivas. Embora tais circunstâncias vigorem, a fidelidade de Deus continua eterna e magnânima, mas o que acontece é que, quando perdemos o foco em Cristo, esquecemos também de quem Ele é.

Mesmo que estejamos em meio a turbulências, Deus mantém-Se fiel, porque faz parte de Sua natureza ser assim. Muitas vezes enfrentamos desapontamentos porque insistimos em procurar a fidelidade de Deus no que não devemos. Entendamos que pessoas e coisas são passageiras e indignas de confiança. Sofremos, mas não nos damos por satisfeitos e caímos novamente na cilada de acreditar que há segurança, conforto e paz fora do Senhor. Em outros casos, programamos em nossas orações desejos impertinentes a Deus e quando tais desejos não se concretizam, perguntamos onde está a fidelidade de Deus. Devemos pedir entendimento ao Espírito Santo para compreender que não somos merecedores de experimentar nenhum dos atributos divinos do Senhor, este deleite nos é concedido através da graça, a qual se manifestou em Jesus Cristo, O qual trouxe salvação a todos os homens.

Não podemos dar ordens a Deus e esperar que Ele nos obedeça, afinal, Ele é Deus, e nós somos simples pecadores prostrados diante de Jesus e lavados pelo Seu sangue. Quando entendemos a fidelidade do Criador a partir deste raciocínio, fica mais fácil e estimulante saber quais são os propósitos de Deus para nossas vidas, e um deles é fazer de nós seres irrepreensíveis em Sua presença, purificando nossas vidas de modo que andemos em santificação e testemunhemos da graça que nos é concedida. Deus permanece fiel quando enfrentamos dores espirituais ou físicas, o que devemos fazer é nos achegar a Ele, com humildade e fé, implantadas em nós pelo Espírito Santo. São irrelevantes questionamentos do tipo: ‘’Quando estou espiritualmente fraco e abatido por males físicos, onde está a fidelidade de Deus e por que não posso vê-la?’’ Substituamos essas indagações danosas e improdutivas pela certeza de que se buscarmos a Deus iremos encontrá-Lo, e a Sua fidelidade será expressa em nossas vidas se progredirmos com fé em quem Ele é.

Podemos encontrar muita alegria, contentamento e paz espiritual ao sabermos que a dívida que antes tínhamos com Deus, a qual nos impedia de nos aproximar dEle, foi paga por alto e bom preço, para que pudéssemos provar e testificar de Sua bondade através de um relacionamento edificado no Messias. A grandeza do Senhor faz-se conhecida entre os Seus, isto é, entre aqueles que O amam incondicionalmente. Perante a santidade de Deus, nos resta apenas reconhecer quem somos e aceitar o Seu chamado. Alguns princípios são destacados por Paulo em 2 Timóteo 2:11-13, que nos diz: ‘’Palavra fiel é esta: que, se morrermos com ele, também com ele viveremos; se sofrermos, também com ele reinaremos; se o negarmos, também ele nos negará; se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo.’’

Podemos concluir que independentemente de nossas escolhas pessoais, situações ou eventos, a fidelidade de Deus é real, completa e permanente.

Deus os abençoe.

Agradecida e agraciada pela inspiração do Espírito Santo,

Esther Moore

.

Condições de uso: Os textos do blog Leia a Bíblia podem ser copiados e utilizados livremente em correspondência, escolas, blogs e sites pessoais. Vedada a reprodução por empresas, igrejas, veículos de comunicação corporativos e programas de rádio/TV. Favor citar a fonte.

.

Comentários: Fique à vontade para comentar. Serão publicados os comentários com base bíblica e fundamentação lógica. Opiniões, questões doutrinárias, citações pessoais, assuntos fora do texto bíblico, comentários sem base bíblica, textos copiados de outros sites e blogs bem como assuntos fora do tema do blog e links externos serão deletados. O assunto aqui é SÓ A BÍBLIA ou assuntos diretamente relacionados ao texto bíblico. Obrigado por comentar.

Germano Luiz Ourique


Comentários:


  1. Luciara disse:

    Eu precisava ler isso, quanta misericordia tem o Senhor Jesus por nós.


Comente!

(*)Campos de preenchimento obrigatório