Jesus mandou um recado a João Batista, dizendo: “Feliz é aquele que não se escandaliza por minha causa”(Mt 11:6). João tem dúvidas a respeito de Jesus, mas não duvida de Jesus. Por isso pergunta a ele, e não a outro. E você, tem dúvidas a respeito dele, ou duvida dele?

Jesus não reage com indignação às dúvidas de João, não o repreende por isso e nem tenta dar o troco falando de seus defeitos. Ao contrário, ele se volta para a multidão e fala bem de João.

João tinha sido o precursor do Messias, uma espécie de mestre de cerimônia, aquele que apresenta a atração principal e depois abandona o palco e os holofotes.

Os profetas do Antigo Testamento tinham profetizado até João. Tinham profetizado da vinda de João e de seu anúncio do Messias. Portanto, no momento em que João subiu ao palco e ligou seu microfone, os judeus deviam saber que o Messias tinha chegado e aguardava nos bastidores.

Mas assim como não deram ouvidos a João, os judeus não dariam ouvidos a Jesus. Por isso Jesus lhes diz: “Aquele que tem ouvidos, ouça!”(Mt 11:15). João viera no espírito e poder de Elias, um profeta do Antigo Testamento que também vivia no deserto e se vestia igual a João. Aceitar o testemunho de João era o mesmo que reconhecer o Messias. Rejeitar seu testemunho era o mesmo que rejeitar o Messias e o seu reino.

Nunca ninguém teve uma posição tão importante quanto João Batista. Mas agora até o mais insignificante cidadão do reino dos céus desfrutava de uma posição e privilégio maiores que o dele, não apenas como arauto do Messias, mas participando da nova ordem de coisas que Jesus estava inaugurando. O rei de um reino que era dos céus estava agora na terra.

E como as pessoas reagem a isso? Uns querem tomar esse reino de assalto para acabar com ele. Outros estão dispostos a fazer o possível e o impossível para participar dele. Enquanto isso, Jesus diz que os judeus reagem como crianças mimadas e indiferentes. O som de uma música alegre não é suficiente para motivá-las a dançar. E uma história triste não tem qualquer efeito sobre suas emoções.

João Batista veio como um homem regrado, ascético, que comia gafanhotos e se abstinha até de tomar vinho, e eles o acusam de ser possesso de demônio. Jesus vive como um homem comum, comendo e bebendo, e eles o acusam de comilão e beberrão. Como satisfazer gente assim? Não tem como.

Por Mario Persona

.

Condições de uso: Os textos do blog Leia a Bíblia podem ser copiados e utilizados livremente em correspondência, escolas, blogs e sites pessoais. Vedada a reprodução por empresas, igrejas, veículos de comunicação corporativos e programas de rádio/TV. Favor citar a fonte.

.

Comentários: Fique à vontade para comentar. Serão publicados os comentários com base bíblica e fundamentação lógica. Opiniões pessoais, questões doutrinárias, ataques pessoais, citações nominais, assuntos fora do texto bíblico, comentários sem base bíblica, textos copiados de outros sites e blogs bem como assuntos fora do tema do blog serão deletados. O assunto aqui é SÓ A BÍBLIA ou assuntos diretamente relacionados ao texto bíblico. Obrigado por comentar.


Comente!

(*)Campos de preenchimento obrigatório