Gosto muito do Livro de Provérbios. Um livro escrito a algo em torno de 2.500 anos e que tem um fortíssimo componente de atualidade, pois a sabedoria nele ensinada se aplica demais aos dias de hoje. Em Provérbios, no capítulo 6, versículos 16 a 19, há uma séria advertência com relação a sete atitudes que Deus condena com veemência. Sendo que a sétima a Sua alma abomina. Continue lendo »


Sendo a criação do mundo uma manifestação da energia divina que criou todas as coisas, a providência é um exercício continuado desta mesma energia. Deus, de acordo com a sua vontade, preserva todas as criaturas, envolve-se em todos os acontecimentos e dirige todas as coisas aos seus fins determinados. Deus está totalmente no comando do seu mundo. Mesmo o motivo das pessoas sendo mau, Deus usa as suas ações para o bem (Gênesis 50:20). (Conf. Bíblia de Genebra, pg 749 – Providência)

Continue lendo »


Quando leio a respeito da negação de Pedro por ocasião da prisão de Jesus fico a imaginar o tamanho do arrependimento de Pedro ao ouvir o galo cantar logo após a terceira vez que ele nega Jesus.  Conforme Lucas 22:62 “Pedro, saindo para fora, chorou amargamente.”

Continue lendo »


Encontramos no Evangelho de João, no Capítulo 17, a oração Sacerdotal de Jesus. Horas antes de ser preso e logo após a ceia que tivera juntamente com seus discípulos, Jesus conforta os discípulos (João 14:1-15), fala sobre o Espírito Santo, o Consoloador que estará com os eles e com o povo de Deus (João 14:16-31),  e encerra com uma oração (João Capítulo 17).

Continue lendo »