Jesus começa dirigindo-se especificamente aos discípulos, ao proferir quatro bênçãos, antes de lançar quatro maldições aos ricos, fartos, amantes dos prazeres e da bajulação. A distinção que ele faz também serve para colocar uma linha divisória entre aqueles que seguem a Jesus e os que seguem os falsos profetas.

Primeiro ele diz: “Bem-aventurados vocês os pobres, pois a vocês pertence o Reino de Deus”. Embora exista ali uma multidão que certamente inclui muitos pobres, ele não abençoa a pobreza. Ele diz “vocês os pobres”, aos discípulos que deixaram tudo para segui-lo. Eles seguem a Jesus pelo que ele é, não pelas vantagens que possam obter. Prosperidade material, felicidade no amor e cura das enfermidades são os atrativos oferecidos pelos falsos profetas.

“Bem-aventurados vocês, que agora têm fome, pois serão satisfeitos”. Mais uma vez ele diz “vocês”, aos discípulos que haviam deixado o sustento garantido em um negócio pesqueiro ou num emprego público na coletoria, para dependerem 100% de Jesus. Comer grãos de trigo colhidos e debulhados à mão nos campos enquanto caminhavam com Jesus não é o que você chamaria de uma mesa farta.

“Bem-aventurados vocês, que agora choram, pois haverão de rir”. Por causa do nome de Jesus aqueles discípulos e os que viriam depois sofreriam rejeição, dor e sofrimento num mundo hostil. E ainda chorariam pelo estado arruinado da Criação e por tantos que rejeitam a salvação e se perdem eternamente.

“Bem-aventurados serão vocês, quando os odiarem, expulsarem e insultarem, e rejeitarem o nome de vocês, como sendo mau, por causa do Filho do homem. Regozijem-se nesse dia e saltem de alegria, porque grande é a recompensa de vocês no céu. Pois assim os antepassados deles trataram os profetas”. Odiados, expulsos, insultados, difamados, tudo isso por causa de Jesus. Se você busca a Cristo para ser alguém rico e famoso, me desculpe, mas você está buscando o Cristo errado.

Embora Deus se preocupe com os pobres, famintos, sofredores e perseguidos, não é este o assunto aqui. Jesus não chama de bem-aventurados a todos os pobres, inclusive os que não gostam de trabalhar ou que gastaram tudo o que tinham. Nem os que padecem de fome ou sofrem em consequência de estiagens, pragas, epidemias, enchentes ou guerras. Também não está falando de perseguidos políticos. Ele está falando dos discípulos que sofrem tudo isso por causa do nome de Jesus. Eles terão por recompensa um Reino, serão saciados, saltarão e rirão de alegria, não na terra, mas no céu.

No próximo post Jesus lança quatro maldições, agora sim falando ao público em geral.

Por Mario Persona

.

Condições de uso: Os textos do blog Leia a Bíblia podem ser copiados e utilizados livremente em correspondência, escolas, blogs e sites pessoais. Vedada a reprodução por empresas, Igrejas, veículos de comunicação corporativos e programas de rádio/TV. Favor citar a fonte.

.

Comentários: Fique à vontade para comentar. Serão publicados os comentários com base bíblica e fundamentação lógica. Opiniões, questões doutrinárias, citações pessoais, assuntos fora do texto bíblico, comentários sem base bíblica, textos copiados de outros sites e blogs bem como assuntos fora do tema do blog e links externos serão deletados. O assunto aqui é SÓ A BÍBLIA ou assuntos diretamente relacionados ao texto bíblico. Obrigado por comentar.

Germano Luiz Ourique


Comentários:


  1. Matheus disse:

    Excelente blog sobre a bíblia uns dos meus sites favoritos.


Comente!

(*)Campos de preenchimento obrigatório