Jesus caminha quase cem quilômetros, da Galileia ao Jordão, só para ser batizado por João Batista. Ele deve considerar o batismo algo muito importante.

Mas agora João está com um problema. Até ali ele vinha dizendo às pessoas que se arrependessem de seus pecados e fossem batizadas. E agora, o que fazer com Jesus? Como poderia João, um pecador, batizar o Filho de Deus sem pecado? Ele iria se arrepender de quê?

De nada. Jesus não tinha de que se arrepender, mas está disposto a ir lado a lado com aqueles que têm muito de que se arrepender. Você nunca teve alguma situação grave em sua vida, quando alguém se dispôs a ir junto com você, a ficar do seu lado? Então sabe do que estou falando. Jesus está pronto a passar junto com o pecador por aquilo que simboliza a morte. Três anos depois ele teria de enfrentar sozinho o mar profundo do juízo de Deus e suas ondas de terror, morrendo numa cruz. Mas ele não ficaria na sepultura. Deus o ressuscitaria, para que você não viesse a passar pelo juízo. Isto se você crer.

Quando Jesus explica a João que fazendo assim está cumprindo toda a justiça, João consente em batizá-lo.

É aí que temos uma das cenas mais sublimes de toda a Bíblia. Ao sair da água, os céus se abrem e o Espírito Santo de Deus desce sobre Jesus na forma de uma pomba. Em seguida a voz do Pai ecoa nos céus: “Este é o meu Filho amado, em quem me agrado” (Mt 3:17).

É aqui que os céticos entram em longas discussões para tentar negar um único Deus em três Pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo. Eles argumentam que essa Trindade não faz sentido. É claro que não faz. Se a essência de Deus — a própria natureza do Deus infinito — fizesse sentido para a mente humana tão finita, ele não seria Deus.

A voz é de Deus Pai; a pomba é a forma adotada ali por Deus, o Espírito Santo; e Deus, o Filho, está ali sendo batizado. Você entende agora porque lá no livro de Gênesis você encontra Deus dizendo “façamos o homem à nossa imagem e semelhança”? (Gn 1:26). É por isso.

Mas a questão mais importante aqui é esta: Será que Deus pode dizer que se agrada em mim ou em você? Ele se agradou em seu Filho, Jesus, o único Homem perfeito que andou neste mundo. E eu e você, como é que ficamos? Bem, nós precisamos estar em Jesus se quisermos ser do agrado de Deus. Há lugares onde você não entra se não estiver na companhia da pessoa certa. O céu é assim.

No próximo post você saberá onde encontrar as respostas corretas.

Por Mario Persona

.

Condições de uso: Os textos do blog Leia a Bíblia podem ser copiados e utilizados livremente em correspondência, escolas, blogs e sites pessoais. Vedada a reprodução por empresas, Igrejas, veículos de comunicação corporativos e programas de rádio/TV. Favor citar a fonte.

.

Comentários: Fique à vontade para comentar. Serão publicados os comentários com base bíblica e fundamentação lógica. Opiniões, questões doutrinárias, citações pessoais, assuntos fora do texto bíblico, comentários sem base bíblica, textos copiados de outros sites e blogs bem como assuntos fora do tema do blog e links externos serão deletados. O assunto aqui é SÓ A BÍBLIA ou assuntos diretamente relacionados ao texto bíblico. Obrigado por comentar.

Germano Luiz Ourique


Comentários:


  1. Ederson Batista disse:

    Muito bom esse blog… Continuem sempre com esse trabalho maravilhoso… Sim, irmãos, Jesus é verdadeiramente o Filho de Deus, suas atitudes irrepreensíveis, tal como exigir o Batismo a João batista, é só mais uma de suas tantas atitudes que o remetem a Salvador!


Comente!

(*)Campos de preenchimento obrigatório