‘’Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?  (Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal’’. – (Mateus 6:31-34)

Ao aceitarmos Jesus, passamos a ter uma noção da dimensão do amor de Deus. Não podemos e jamais poderemos compreendê-lo em sua totalidade, mas os detalhes mais triviais acabam por revelar um cuidado e zelo para conosco que nos seria impossível experimentar fora do alcance de Sua graça.

É animador e confortante saber que mesmo que cometamos as tolices que nos são tão características, o amor de Deus ultrapassa e se sobrepõe a todo o mal que o homem possa nos fazer. Debaixo da misericórdia de Deus estamos permanentemente seguros e protegidos, inclusive de nós mesmos. Nossos erros e pecados nos fazem aprender lições que não seriam aprendidas de outra forma, e assim crescemos como cristãos durante todo este percurso chamado vida.

Ter nossa fé provada em uma batalha e sair dela renovados e mais sábios revela o poder do Espírito Santo atuando em nossas vidas. Muitos são os que buscam milagres imediatos para solucionar seus problemas, e acabam por esquecer que os milagres que tanto buscamos (que geralmente tangem somente preocupações terrenas e efêmeras) apenas demonstram o quanto nossas mentes são limitadas e enclausuradas no momento presente.

A eternidade nos espera junto a Cristo, e quanto compreendemos este fato passamos a dedicar tempo e energia ao que realmente interessa: o reino de Deus. Sabemos que Ele cuidará de todo o resto.

Chega a ser constrangedor observar o quanto somos amados por Este Deus maravilhoso e fiel, ainda que pequemos dia após dia. Ao analisarmos desde nossos pensamentos às nossas ações cotidianamente, não restarão indícios de que mereçamos qualquer medida deste infinito amor.

Abracemos a paz que provém de Cristo e nos neguemos a tomar parte nesta mentalidade mundana, cruel e abominável que nos estimula a nos preocuparmos apenas com as coisas do mundo, geralmente motivados pela vaidade. Não cabe a nós, cristãos, dificultarmos nossa caminhada de fé nos ocupando e preocupando com o que é terreno e passageiro.

Medo é um conceito abstrato àquele que verdadeiramente confia em Deus. Nossa tarefa é permitir que Cristo e o evangelho preencham nossas mentes de tal forma que a mensagem da salvação se evidencie em nossa forma de pensar, falar e agir. Só assim experimentaremos o que significa pertencer a Deus, longe das frivolidades relacionadas à carne.

Que Deus os abençoe.

Com amor em Cristo,

Esther Moore

.

Condições de uso: Os textos do blog Leia a Bíblia podem ser copiados e utilizados livremente em correspondência, escolas, blogs e sites pessoais. Vedada a reprodução por empresas, igrejas, veículos de comunicação corporativos e programas de rádio/TV. Favor citar a fonte.

.

Comentários: Fique à vontade para comentar. Serão publicados os comentários com base bíblica e fundamentação lógica. Opiniões, questões doutrinárias, citações pessoais, assuntos fora do texto bíblico, comentários sem base bíblica, textos copiados de outros sites e blogs bem como assuntos fora do tema do blog e links externos serão deletados. O assunto aqui é SÓ A BÍBLIA ou assuntos diretamente relacionados ao texto bíblico. Obrigado por comentar.

Germano Luiz Ourique


Comente!

(*)Campos de preenchimento obrigatório