“Jesus enviou Pedro e João, dizendo: ‘Vão preparar a refeição da Páscoa’. ‘Onde queres que a preparemos?’, perguntaram eles. Ele respondeu: ‘Ao entrarem na cidade, vocês encontrarão um homem carregando um pote de água. Sigam-no até a casa em que ele entrar e digam ao dono da casa: ‘O Mestre pergunta: Onde é o salão de hóspedes no qual poderei comer a Páscoa com os meus discípulos?’ Ele lhes mostrará uma ampla sala no andar superior, toda mobiliada. Façam ali os preparativos’. Eles saíram e encontraram tudo como Jesus lhes tinha dito. Então, prepararam a Páscoa” (Lc 22:8-13).

Os discípulos acabam de descobrir que Jesus tem discípulos secretos em Jerusalém, como o homem que leva o cântaro e o pai de família disposto a receber aquele grupo de simpatizantes de um procurado pela justiça. Sabemos que a essa altura dos acontecimentos “os chefes dos sacerdotes e os fariseus tinham ordenado que, se alguém soubesse onde Jesus estava, o denunciasse, para que o pudessem prender” (Jo 11:57).

Mas estas instruções escondem verdades ainda mais preciosas. A primeira é a singularidade do homem com um cântaro. Na época eram as mulheres que transportavam água, e dezenas delas circulavam pelas ruas. Continue lendo »


Autor: Moisés foi o autor do livro de Levítico.

Quando foi escrito: O Livro de Levítico foi escrito entre 1440 e 1400 AC.

Propósito: Porque os israelitas haviam sido mantidos em cativeiro no Egito durante 400 anos, o conceito de Deus tinha sido distorcido pelos egípcios pagãos e politeístas. O objetivo de Levítico é fornecer instruções e leis para orientar um povo pecador, mas redimido, em seu relacionamento com um Deus santo. Há uma ênfase em Levítico na necessidade de santidade pessoal em resposta a um Deus santo. O pecado deve ser expiado através da oferta de sacrifícios próprios (capítulos 8-10). Outros temas abordados no livro são dietas (alimentos puros e impuros), o parto e doenças que são cuidadosamente regulamentadas (capítulos 11-15). O capítulo 16 descreve o Dia da Expiação, neste dia um sacrifício anual é feito pelo pecado cumulativo de todas as pessoas. Além disso, o povo de Deus deve ser discreto na sua vida pessoal, moral e social, em contraste com as práticas atuais e pagãs ao seu redor (capítulos 17-22).

Versículos-chave: Levítico 1:4: “E porá a mão sobre a cabeça do holocausto, para que seja aceito a favor dele, para a sua expiação.”

Levítico 17:11: “Porque a vida da carne está no sangue. Eu vo-lo tenho dado sobre o altar, para fazer expiação pela vossa alma, porquanto é o sangue que fará expiação em virtude da vida.”

Levítico 19:18: “Não te vingarás, nem guardarás ira contra os filhos do teu povo; mas amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o SENHOR.”

Resumo: Os capítulos 1-7 esboçam as ofertas exigidas, tanto dos leigos como dos sacerdotes. Os capítulos 8-10 descrevem a consagração de Arão e seus filhos para o sacerdócio. Os capítulos 11-16 são as instruções para os vários tipos de impureza. Nos 10 capítulos finais encontramos as orientações de Deus ao Seu povo para a santidade prática. Várias festas foram instituídas como adoração do povo ao Deus Jeová, reunidas e praticadas de acordo com as leis de Deus. Bênçãos ou maldições acompanhariam tanto a obediência quanto o abandono dos mandamentos de Deus (capítulo 26). Os votos para o Senhor são abordados no capítulo 27. Continue lendo »


Fazemos muitas coisas sem perguntarmos a Deus, e por isso existe tanta confusão no testemunho cristão. É o caso dos templos e santuários que cristãos bem intencionados constroem como se fossem lugares físicos de adoração. Mas será que Deus ordenou que os cristãos construíssem templos ou adotassem o modelo judaico de adoração?

É certo que Deus deu a Israel instruções precisas sobre o local onde queria ser adorado. Não era para eles imitarem os pagãos, que adoravam a seus deuses onde e como bem entendessem, mas os israelitas deviam buscar “o local que o Senhor, o seu Deus, escolhesse dentre todas as tribos para ali pôr o seu nome para sua habitação” (Dt 12:5). Não haveria outro nome e não haveria outro lugar onde Deus pudesse ser adorado. Deus ainda os alertou: “Tenham o cuidado de não sacrificar os seus holocaustos em qualquer lugar que lhes agrade. Ofereçam-nos somente no local que o Senhor escolher” (Dt 12:13-14). Esse lugar seria o Templo construído em Jerusalém por direção divina. Somente ali o povo deveria adorar.

Quando Jesus esteve aqui revelou uma mudança radical que estava para acontecer. Diante da afirmação da mulher samaritana de que os “judeus dizem que Jerusalém é o lugar onde se deve adorar”, ele declarou: “Está próxima a hora em que vocês não adorarão o Pai nem neste monte, nem em Jerusalém… está chegando a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade… Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade”. (Jo 4:20-23). Mais tarde Deus permitiria a destruição total do Templo de Jerusalém, pondo um fim ao modelo judaico de adoração, e a epístola aos Hebreus comprova isso. Continue lendo »


Tomar cerveja sem álcool é pecado ?

Gente, entendam de uma vez por todas, a pergunta está errada. A pergunta não é se algo é pecado ou não. A pergunta é: “Isto agrada a Deus?” Quer dizer que cristãos não cometem pecados? Não! Quer dizer que Jesus já pagou por todos os pecados daqueles que são salvos. Quem é salvo não tem que se preocupar com o pecado; quem é salvo se ocupa em agradar a Deus. E só. Simples assim.

.

Germano, então um casal de namorados cristãos, não podem beijar na boca? Beijar só pode depois do casamento?

A pergunta não é “pode ou não pode?”. a pergunta é: “Isso agrada a Deus”?

I Corintios 6:12 – “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.”

I Corintios 10:23 – “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam.”

.

Germano, 1 Tessalonicenses 4: 16-17 fala sobre a vinda de Cristo e que os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro… Pergunto, isso acontecerá para aqueles que tiveram seu corpo queimado, mutilado, etc? Ou serão arrebatados em espírito?

Isso acontecerá para todos que forem ressuscitados. E se alguém teve o seu corpo mutilado ou queimado, isso não fará nenhuma diferença, pois todos terão um novo corpo glorificado. Leve em conta que pessoas que morreram há mais tempo, por exemplo, já tiveram seu corpo totalmente transformado em pó novamente. Continue lendo »