Jesus não disse para celebrarmos a Páscoa e nem outras datas. Advento, Natal, Quaresma, Semana Santa e datas destinadas a homenagear os chamados ‘santos’ não têm lugar na adoração cristã. Recebemos do Senhor apenas duas ordenanças: o batismo, feito uma vez na vida, e a Ceia do Senhor, celebrada “no primeiro dia da semana” como faziam os primeiros discípulos quando se reuniam “para partir o pão” (At 20:7).

Mas que mal há em celebrar essas datas se a intenção for agradar a Deus? O mal está em contrariar uma ordem dada por Deus e fazer as coisas segundo a própria vontade, o que é rebeldia. Saul sacrificou fora da ordem dada por Deus e foi repreendido: “Acaso tem o Senhor tanto prazer em holocaustos e em sacrifícios quanto em que se obedeça à sua Palavra? A obediência é melhor do que o sacrifício, e a submissão é melhor do que a gordura de carneiros. Pois a rebeldia é como o pecado da feitiçaria, e a arrogância como o mal da idolatria” (1 Sm 15:22).

A cristandade virou uma cópia do judaísmo, com templos, altares, clérigos, vestes especiais, candelabros e ‘dias santos’. Continue lendo »


Porém, aqui apresenta-se um ponto moral de absoluta importância, isto é, o estado da nossa alma. Isto, podemos ficar certos, tem muito que ver com a questão de direção. E aos mansos que Ele guiará retamente e ensinará o seu caminho. Não devemos nunca esquecer isto. Se formos fiéis e não confiarmos em nós mesmos; se esperarmos em Deus, em simplicidade de coração, retidão de pensamento e propósitos honestos, Ele nos guiará, sem dúvida alguma. Mas de nada servirá pedir o conselho de Deus sobre um assunto em que já estamos decididos ou a nossa vontade está em ação.

Isto é uma fatal ilusão. Vejamos o caso de Josafá em 1 Reis 22. “Porém, no terceiro ano, sucedeu que Josafá, rei de Judá, desceu para o rei de Israel” — um triste erro, para começar — “e o rei de Israel disse aos seus servos: Não sabeis vós que Ramote-Gileade é nossa, e nós estamos quietos, sem a tomar da mão do rei da Síria? Então disse a Josafá: Irás tu comigo à peleja a Ramote-Gileade? E disse Josafá ao rei de Israel: Serei como tu és, e o meu povo, como o teu povo, e os meus cavalos, como os teus cavalos” e, como vemos em 2 Crônicas 18:3, “seremos contigo nesta guerra.”

Aqui vemos que Josafá tinha já decidido o seu propósito antes de ter pensado pedir o conselho de Deus sobre o assunto. Estava numa falsa posição e numa atmosfera absolutamente má. Tinha caído nas ciladas do inimigo por falta de sinceridade, e por isso não estava num estado próprio para receber ou aproveitar da direção divina. Estava inclinado à sua própria vontade e o Senhor deixou que ele recolhesse o fruto dela; e não fora a infinita e soberana misericórdia de Deus, e ele teria caído à espada dos sírios e sido levado cadáver do campo de batalha. Continue lendo »


Após perguntarem ao Senhor, e seguirem suas instruções de onde ele queria que preparassem a Páscoa, só faltava Jesus. “Chegada a hora, pôs-se Jesus à mesa, e com ele os apóstolos. E disse-lhes: Tenho desejado ansiosamente comer convosco esta Páscoa, antes do meu sofrimento” (Lc 22:14-15). Cristãos não celebram a Páscoa, mas o mesmo privilégio de desfrutar de sua presença têm hoje os que lhe obedecem na forma e lugar de celebrar a Ceia do Senhor. Quando reunidos ao seu nome pelo Espírito Santo, “chegada a hora” o Senhor se põe no meio.

Aqui ele come “o pão da aflição” sem fermento e o cordeiro cozido da Páscoa judaica como qualquer outro judeu. O cálice não fazia parte da instituição original da Páscoa dada por Deus no Antigo Testamento, mas era um costume introduzido pelos judeus. “O vinho alegra o coração do homem” (Sl 104:15), mas para Jesus não há motivo para alegria. Esta será sua última Páscoa. Em questão de horas ele será imolado como um Cordeiro no holocausto do juízo divino. “Pois Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi sacrificado” (1 Co 5:7).

A Páscoa só voltará a ser celebrada quando Israel for restaurado e Cristo reinar sobre o seu povo, tendo sua Noiva, a Igreja, reinando consigo. Continue lendo »


Qual o versículo da Bíblia que fala que é pecado relação entre mulher com mulher e homem com homem?

Existem várias passagens que explicam, mas o princípio básico da criação é esse:

“E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; HOMEM e MULHER os criou.” – Gênesis 1:27

“Portanto deixará O HOMEM o seu pai e a sua mãe, e APEGAR-SE-Á À SUA MULHER, e serão ambos UMA CARNE.” – Gênesis 2:24

.

Germano, quando Deus desiste da pessoa? Tipo, quando não tem mais jeito?

Quando a pessoa desiste de Deus.

.

Sou cristã nascida num lar evangélico tenho 24 anos desde criança comecei a ter atração pelo mesmo sexo, isso quer dizer que o demônio se apoderou de mim desde criança??

Não existe base bíblica para essa afirmação. Continue lendo »