Os versículos finais de Lucas 12 são uma consequência da incapacidade dos judeus de “interpretarem o tempo presente” (Lc 12:56). A rejeição do Messias já era evidente quando ele veio ao mundo e Maria “o colocou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria” (Lc 2:7). Ao ser expulso do mundo, Jesus sofreu “fora das portas da cidade” (Hb 13:12). Porém, mesmo em meio à rejeição generalizada, um remanescente ainda seguia a Jesus e sofria a rejeição dos religiosos. Eles podiam ser encontrados dentro da grande massa do testemunho judaico, mas separados do mal que havia ali.

Do mesmo modo como foi excluído de entre os judeus na vida e na morte, o Senhor ocupa hoje um lugar fora do cristianismo institucional, apesar de o Espírito Santo habitar individualmente no coração de todo verdadeiro salvo por Jesus. A história do judaísmo se repetirá com a cristandade apóstata. Em Apocalipse ela é chamada de “Babilônia” e irá perseguir o remanescente de judeus que se converterá após o arrebatamento da Igreja. Judeus e gentios convertidos habitarão a terra durante o reinado de mil anos de Cristo. A exortação para os que têm qualquer associação com “Babilônia” é: “Saiam dela, vocês, povo meu, para que vocês não participem dos seus pecados” (Ap 18:4).

Enquanto os judeus se opunham à verdade, a cristandade apóstata corrompe a verdade, o que é pior. A ordem é sair dela para evitar a contaminação. Um dos princípios na Palavra de Deus é que o mal contamina pelo simples contato. Continue lendo »


Autor: Filipenses 1:1 identifica o apóstolo Paulo como o seu autor, provavelmente com a ajuda de Timóteo.

Quando foi escrito: O livro de Filipenses foi escrito em aproximadamente 61 dC.

Propósito: A Epístola aos Filipenses, uma das epístolas de Paulo na prisão, foi escrita em Roma. Foi em Filipos, onde Paulo visitou em sua segunda viagem missionária (Atos 16:12), que Lídia e o carcereiro e sua família foram convertidos a Cristo. Agora, alguns anos mais tarde, a igreja estava bem estabelecida, como se pode deduzir pelo seu tratamento inicial, o qual diz: “bispos (presbíteros) e diáconos” (Filipenses 1:1).

O motivo para a epístola foi reconhecer uma oferta monetária procedente da igreja em Filipos e levada ao apóstolo por Epafrodito, um dos seus membros (Filipenses 4:10-18). Esta é uma delicada carta para um grupo de cristãos que eram especialmente próximos ao coração de Paulo (2 Coríntios 8:1-6) e, comparativamente, pouco é dito sobre o erro doutrinário.

Versículos-chave: Filipenses 1:21: “Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro.”

Filipenses 3:7: “Mas o que, para mim, era lucro, isto considerei perda por causa de Cristo.”

Filipenses 4:4: “Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos.”

Filipenses 4:6-7: “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus.”

ilipenses 4:13: “Tudo posso naquele que me fortalece.” Continue lendo »


Um pouco antes Jesus alertava os discípulos da rejeição que sofreriam por segui-lo. Agora ele fala às multidões, uma mescla de judeus crentes e incrédulos: “Quando vocês veem uma nuvem se levantando no ocidente, logo dizem: ‘Vai chover’, e assim acontece. E quando sopra o vento sul, vocês dizem: ‘Vai fazer calor’, e assim ocorre. Hipócritas! Vocês sabem interpretar o aspecto da terra e do céu. Como não sabem interpretar o tempo presente?” (Lc 12:54-56).

Eles eram capazes de julgar os sinais do clima físico, mas não o clima espiritual; viam as nuvens e a chuva, mas estavam cegos para interpretar o “tempo presente”. O juízo estava prestes a vir sobre a nação que levava o testemunho de Deus na terra. Logo depois Jesus diria do Templo: “Não deixarão pedra sobre pedra, porque você não reconheceu o tempo em que Deus a visitaria” (Lc 19:44). Esse tempo era o momento da visita do “Emanuel”, nome usado para anunciar o nascimento de Jesus e que significava “Deus conosco”.

Durante séculos, o povo esperou pelo Messias e agora o rejeitavam por ele não se encaixar em seus planos. Orgulhosos de sua religião, os judeus estavam cegos para sua própria degradação e ruína. Em outra ocasião eles diriam: “Somos descendentes de Abraão e nunca fomos escravos de ninguém” (Jo 8:33). Eles sequer percebiam que estavam sob o jugo do invasor romano e trabalhavam para o sustento do inimigo. Continue lendo »


Quantos pares de animais Noé levou para a arca? Em Gênesis 6:19-20 diz que dois de cada espécie. Em Gênesis 7:2-3 Deus manda ele levar 7 pares. E ai? Levou dois ou sete pares?

Animais limpos, sete pares, animais que não são limpos, dois (um par): Gênesis 7:2-3 – “De todos os animais limpos tomarás para ti sete e sete, o macho e sua fêmea; mas dos animais que não são limpos, dois, o macho e sua fêmea. Também das aves dos céus sete e sete, macho e fêmea, para conservar em vida sua espécie sobre a face de toda a terra.”

.

Entendi o amor de Deus agora, realmente é bom perguntar e entender as coisas de uma forma tão simples, às vezes fico com um pouco de receio por fazer tais perguntas, Deus fica chateado com nossas dúvidas? Isso é considerado blasfêmia?

Deus nunca fica chateado com nossas dúvidas. Deus se agrada dos que buscam a sabedoria e o conhecimento. E isso não é considerado blasfêmia, pelo contrário. Admitir nosso desconhecimento e dependência de Deus é a atitude correta.

Provérbios 15:14 – “O coração entendido buscará o conhecimento, mas a boca dos tolos se apascentará de estultícia.”

Provérbios 18:15 – “O coração do entendido adquire o conhecimento, e o ouvido dos sábios busca a sabedoria.”

Pode parecer estranho, mas depois de ler toda a Bíblia e estudar a Palavra de Deus é que nos damos conta do quão simples é a mensagem de Deus para nós. Não devemos jamais ter receio de fazer perguntas e buscar com sinceridade descobrir a vontade de Deus para as nossas vidas. Continue lendo »