“Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte.” – Provérbios 14:12

É comum que, por vezes, nos sintamos perdidos e indecisos quanto ao que devemos fazer. Tentamos pensar em como agir, mas as respostas parecem se distanciar cada vez mais, fazendo com que nos sintamos impotentes e incapazes de encontrar uma atitude que seja a mais favorável e racional.

Em tais situações, geralmente somos tentados a buscar soluções rápidas e drásticas. Na melhor das hipóteses, ficamos mais motivados a buscar a presença de Deus, afinal, nossos próprios esforços se tornam inúteis, e então  clamamos a Ele em busca de alguma elucidação, pois as dificuldades da vida nos fazem entender que precisamos depender somente dEle. Suplicamos a Deus para que a vontade dEle se cumpra. Mas será que estamos prontos para obedecê-Lo?

Por mais que saibamos que Deus é amor e que todos os seus atos partem deste princípio, é importante entender que nem sempre será fácil viver conforme a vontade dEle. Muitas vezes o que Ele quer de nós se choca frontalmente com o que queremos enquanto seres carnais e pecadores. Continue lendo »


Ao contrário do primeiro homem, que decidiu de si mesmo seguir o Senhor, mas aparentemente de olho no conforto de um ninho de ave ou covil de raposa, agora o Senhor chama. “‘Siga-me’. Mas o homem respondeu: ‘Senhor, deixa-me ir primeiro sepultar meu pai’. Jesus lhe disse: ‘Deixe que os mortos sepultem os seus próprios mortos; você, porém, vá e proclame o Reino de Deus’ (Lc 9:59-60). Mais uma vez o assunto aqui é o serviço para Deus e não a salvação da alma.

Ao querer primeiro sepultar seu pai, ele revela um coração dividido. Além de priorizar a morte, seus laços familiares o impedem de seguir prontamente a Jesus. O Senhor não teria respondido da mesma forma se o homem precisasse sustentar a esposa ou cuidar de um filho enfermo. Alguém que esteja empenhado na obra de Deus, e com isso acabe negligenciando os seus, está errando, pois “se alguém não cuida de seus parentes, e especialmente dos de sua própria família, negou a fé e é pior que um descrente” (1 Tm 5:8). Por isso se você receber um chamado específico para a obra de Deus precisará saber escolher suas prioridades. E aqui cabe uma palavra àqueles que buscam por uma companhia.

O apóstolo Paulo, inspirado pelo Espírito Santo, escreveu: “Gostaria de vê-los livres de preocupações. O homem que não é casado preocupa-se com as coisas do Senhor, em como agradar ao Senhor. Mas o homem casado preocupa-se com as coisas deste mundo, em como agradar sua mulher, e está dividido. Tanto a mulher não casada como a virgem preocupam-se com as coisas do Senhor, para serem santas no corpo e no espírito. Mas a casada preocupa-se com as coisas deste mundo, em como agradar seu marido. Estou dizendo isso para o próprio bem de vocês; não para lhes impor restrições, mas para que vocês possam viver de maneira correta, em plena consagração ao Senhor” (1 Co 7:32-35). Continue lendo »


Prostituição é apenas quando se ganha dinheiro?

Prostituição é o que se faz; não quanto se ganha.

.

Então sexo com seu parceiro (namorado) pode se chamar de prostituição?

Pode.

.

Quando saber que de fato o espirito santo esta falando com a gente?

Quando o que Ele falar for bíblico. Por isso é tão importante ler e estudar a Bíblia.

.

Pretendo casar com meu namorado dentro de alguns meses. Devo parar de praticar sexo com ele? Esperar que me case?

Sim. Sim. Continue lendo »


Você já se deu conta do quanto está perdendo por não ler a Bíblia toda? Quando a lemos nossa mente é abastecida de expressões, princípios e significados que serão usados pelo Espírito Santo no momento oportuno para entendermos o que Deus quer nos falar. Veja, por exemplo, a passagem de Lucas 9:57 a 58. Uma leitura rápida nos faria passar rapidamente pelas raposas e aves mencionadas aqui, mas se nossa mente tiver sido abastecida de outras passagens que falam desses animais nosso entendimento será ampliado.

No capítulo 15 do livro de Juízes, Sansão usou trezentas raposas com suas caudas transformadas em tochas para destruir os campos de trigo, as vinhas e os olivais dos filisteus. Em Cantares 2:15 diz que as raposas “fazem mal às vinhas, porque as nossas vinhas estão em flor”. Se as raposas têm esse caráter destrutivo, as aves também nem sempre aparecem como coisas positivas. No capítulo 13 do Evangelho de Mateus elas são os agentes de Satanás que arrebatam a semente à beira do caminho e depois aparecem confortavelmente aninhadas na grande e corrupta árvore da cristandade, que nasceu da pequenina semente de mostarda.

Voltando ao Evangelho de Lucas, lemos: “Quando andavam pelo caminho, um homem lhe disse: ‘Eu te seguirei por onde quer que fores’. Jesus respondeu: ‘As raposas têm suas tocas e as aves do céu têm seus ninhos, mas o Filho do homem não tem onde repousar a cabeça’”. Sempre que você ler um diálogo preste atenção na resposta que Jesus dá, pois ela revela o coração de quem fala com ele. Continue lendo »