À semelhança da parábola do tesouro escondido, a da pérola de grande valor é breve, porém igualmente significativa. Trata-se de um negociante que encontra uma pérola caríssima e decide vender tudo para ficar com ela. Precisa dizer quem é o negociante?

Mais uma vez você irá encontrar pessoas invertendo a interpretação e aplicando a figura do negociante ao pecador que encontra as boas novas do evangelho e abre mão de tudo para ficar com Jesus. Ok, vamos supor que seja assim analisando alguns que tiveram um encontro com Jesus nos próprios evangelhos.

Há um cego de nascença que abriu mão de sua cegueira, um leproso que abriu mão de sua lepra e até um ladrão condenado que abriu mão dos cravos que o pregavam a uma cruz. Não me parece que ser cego, leproso e condenado à morte seja exatamente o que consideramos um negociante bem sucedido, não é mesmo?

Agora imagine alguém que, sendo Deus, não fez disso uma limitação para esvaziar-se, se tornar um servo e assumir a semelhança dos homens, suas criaturas. Imagine Deus descendo à forma humana humilhando-se a ponto de ser submisso até à morte, e morte de cruz! Imaginou? Então você acaba de entender quem é esse negociante que abriu mão de tudo para ficar com a pérola de grande valor. Continue lendo »


Na parábola anterior a mulher introduz fermento na massa. Será coincidência encontrarmos do capítulo 17 em diante de Apocalipse a figura de uma mulher a corromper e negociar almas? Creio que não. O apóstolo João diz ter ficado surpreso quando a viu. Talvez esperasse ver a noiva, a igreja, como a que veria mais à frente, mas o que viu foi Babilônia, a prostituta.

Aqui o reino dos céus é comparado a um tesouro escondido em um campo. Se você já aprendeu que o campo é uma figura do mundo, quem poder ser esse que vende tudo para ficar com o tesouro? O mesmo que, nas duas primeiras parábolas, saiu a semear a semente no campo: Jesus.

Outros interpretam de outras maneiras. Alguns dizem que o tesouro é o evangelho, outros que o tesouro é Cristo, dando a entender em ambos os casos que somos nós que vendemos tudo para ficar com esse tesouro. Mas será que você realmente acredita ter algo para vender ou dar a fim de ter Jesus? E se não tiver nada, se for um miserável pecador perdido, o que irá vender para poder desfrutar de Jesus? Em Isaías 55 Deus convida a todos que não tem dinheiro algum, e em Efésios 2 diz que somos salvos pela graça e por meio da fé, não por alguma coisa vinda de nós. Continue lendo »


Como o cristão deve se posicionar em relação às suas crenças/princípios/valores, e política?

Deve esquecer suas crenças/princípios/valores e a política e se dedicar a ler e estudar a Bíblia. Deve buscar conhecer as crenças/princípios/valores e a vontade de Deus para a sua vida e fazer a vontade de Deus. Sugiro que você leia: Como um cristão deve lidar com a política? e também Política

.

Como Jesus cura o nosso interior?

Através da Sua palavra revelada na Bíblia. Este post dá uma idéia: O que é renovar a Mente?

.

Mas e aquelas passagem que diz “Em meu nome expulsarão demônios, curaram enfermos…” que eu não lembro onde fica a referência, se curas milagrosas não existem, como fica essa palavra? Não estou entendendo.

Aquilo era SÓ para os apóstolos. Já expliquei aí abaixo que o melhor método para entender o texto bíblico é fazer as seguintes perguntas ao ler uma passagem: QUEM disse isso? O QUE foi dito? QUANDO foi dito? COMO foi dito? ONDE foi dito? PORQUE foi dito? PARA QUEM foi dito? Continue lendo »


Depois de apontar que o crescimento da cristandade trouxe para seus ramos as mesmas aves que arrebatam a verdadeira semente que o semeador semeou, a parábola seguinte também fala de crescimento, ou mais precisamente da origem desse crescimento.

Antes que você acredite no que dizem alguns teólogos, que o fermento nesta parábola é o evangelho que faz o cristianismo crescer no mundo, faça uma busca pela palavra “fermento”em uma Bíblia eletrônica e verá que ela sempre aparece representando má doutrina ou má conduta. O fermento nunca é algo positivo.

Na parábola da semente de mostarda o reino dos céus é grande e influenciado pelas aves que vêm de fora. Nesta parábola a massa é corrompida pelo fermento que vem de dentro. No capítulo 20 de Atos o apóstolo Paulo adverte os cristãos de Éfeso: “Lobos ferozes penetrarão no meio de vocês e não pouparão o rebanho”. Este é o ataque vindo de fora. “E dentre vocês mesmos se levantarão homens que torcerão a verdade, a fim de atrair os discípulos”. Esta é a corrupção vinda de dentro (At 20:29-30). Continue lendo »