“Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações.” Tiago 4:8

O perdão de Deus nos possibilita uma nova vida. Através deste ato de bondade compreendemos que somos indignos de Sua graça e misericórdia, as quais nos deixam constrangidos e sedentos por mudanças que evidenciem Seu Espírito em nós, nos estimulando a buscar santidade para que estejamos cada vez mais perto do Senhor, tomando atitudes que O glorifiquem, nutrindo pensamentos que O agradem e proclamando palavras edificantes, de forma que o Seu nome seja louvado através de nós.

Quando aceitamos Jesus como nosso Senhor e Salvador não há nada capaz de nos separar deste amor infinito e infalível. Tendo a certeza da salvação, a maior de todas as dádivas e que jamais poderíamos alcançar por méritos próprios, nos apaixonamos cada vez mais por Cristo, quem Ele é e o que Ele ensina, e então a leitura bíblica torna-se uma fonte de inesgotável de satisfação e consolo enquanto estamos neste mundo corrompido.

Todas as dádivas que o Senhor nos reserva estão embasadas em Seu caráter misericordioso e benevolente, e uma vez resgatados jamais poderemos voltar à escuridão que outrora nos era tão comum e natural. Ainda assim, muitos receiam se aproximar de Deus por medo ou retraimento e preferem continuar no pecado, acreditando que estão se escondendo de Deus em suas práticas e negligenciando a salvação que nos é oferecida pela graça. Continue lendo »


Germano, nada do Antigo Testamento vale pra nós?

Tudo do Antigo Testamento vale para nós. A questão é: “Vale PARA QUÊ?”

Uma maneira objetiva de descobrirmos qual o sentido de um versículo ou passagem bíblica, é fazermos as seguintes perguntas em relação àquela passagem:

– QUEM disse isto?

– O QUE foi dito?

– QUANDO isto foi dito?

– COMO isto foi dito?

– ONDE isto foi dito?

– PORQUE isto foi dito?

– PARA QUEM isto foi dito?

Pegue, por exemplo, Êxodo 4:11-12 – “E disse-lhe o SENHOR: Quem fez a boca do homem? Ou quem fez o mudo, ou o surdo, ou o que vê, ou o cego? Não sou eu, o SENHOR? Vai, pois, agora, e eu serei com a tua boca e te ensinarei o que hás de falar.”

As respostas seriam: Continue lendo »


Olá estou passando por um momento difícil, estou tendo um conflito espiritual e não consigo decidir qual a religião que eu devo seguir! Como eu posso sair dessa situação? Isso tem me feito muito mal…o problema não é a fé, pois essa ai em nome de Jesus está bem alta, é a religião mesmo.

Esqueça isso de religião. Siga a Jesus Cristo. Dá pra ser mais claro do que isso? “Disse-lhe Jesus: EU sou o caminho, e a verdade e a vida; NINGUÉM VEM AO PAI, SENÃO POR MIM.” (João 14:6)

Leia a Bíblia, estude com amor e dedicação a Palavra de Deus. Ore sempre antes de ler pedindo entendimento e sabedoria ao Espírito Santo de Deus. Faça isso todos os dias e leia de 4 a 5 capítulos por dia. Inicie pelo Novo Testamento e depois leia o Antigo Testamento.

Procure manter contato com pessoas cristãs e dedique-se a estabelecer um relacionamento com Deus. Jesus não foi religioso, não fazia parte de nenhuma religião e chamou aos religiosos da Sua época de “raça de víboras”. Pense nisso.

.

Porque Deus endurecia o coração de faraó pra não deixar os israelitas irem adorá-Lo?

Para executar o Seu plano de Salvação para a humanidade. Se até os cabelos da nossa cabeça estão contados (Mt 10:30), nada escapa ao poder de Deus.

.

Deus escolhe?

Escolhe, decide e executa. Para Deus, tudo é possível. (Mt 19:26) Continue lendo »


“E logo os irmãos enviaram de noite Paulo e Silas a Beréia; e eles, chegando lá, foram à sinagoga dos judeus. Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, EXAMINANDO CADA DIA NAS ESCRITURAS SE ESTAS COISAS ERAM ASSIM.” Atos 17:10-11

É extremamente difusa a ideia de que servir a Deus se resume a ir aos cultos aos domingos, entoar alguns cânticos, ouvir uma palavra que possa tocar o coração e confortá-lo, ou ser frequentador assíduo de templos denominacionais, prestando serviços e dedicação às atividades doutrinárias pertinentes a cada denominação.

Não se dão ao trabalho de questionar o que é dito nos púlpitos e tampouco leem a Bíblia para analisar se o que é dito tem respaldo bíblico. Sendo assim, ouvem heresias que acreditam serem verdades absolutas e as praticam durante anos a fio por puro tradicionalismo e comodismo.

Muitos frequentam denominações somente por obrigação, interesse nas ‘’bênçãos de Deus’’ ou por peso na consciência. É preciso entender que ter um compromisso com Deus envolve ler a Bíblia, orar constantemente e frutificar atitudes que glorifiquem o nome do Senhor e demonstrem que somos habitados pelo Espírito dEle. Continue lendo »