A maldade humana é capaz de alcançar níveis insanamente absurdos. Notícias sobre casos que ilustram este fato tornaram-se tão triviais que quase já nem mesmo nos surpreendemos… A insensibilidade ao sofrimento alheio tornou-se comum.

Pensamos em nossos corações que somos altruístas e ‘’bonzinhos’’ por simplesmente não sair cometendo absurdos dos quais ouvimos a respeito diariamente. A má notícia é que a perversidade do pecado está enraizada em cada um de nós desde o princípio. O próprio Deus, em Sua onisciência, deixa isso claro em Gênesis 6:5:

‘’E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente.’’

Não há para onde fugirmos, precisamos de arrependimento, misericórdia, perdão e renovação e para admitir isso se faz necessária a obra do Espírito Santo em nós, O qual nos regenera e nos faz tomar consciência de que o pecado é a mais afrontosa abominação a Deus.

Já não queremos permanecer no mesmo estado pecaminoso, queremos nos envolver na santidade deste Deus tão bondoso e misericordioso. Queremos amar como Ele amou até que toda a maldade se escoe de nosso ser. Queremos aprofundar nossas almas na sabedoria daquEle que é infinito. Continue lendo »


Neste capítulo 14 de Lucas aprendemos da bondade daquele que convida para o grande banquete, mostrando que a salvação é pela graça e não por mérito. Também vimos que, se por um lado a salvação é de graça, por outro o discipulado exige empenho daquele que deseja seguir a Jesus. Para ser um discípulo de Cristo há quatro coisas que você deve considerar.

Cristo deve ocupar o primeiro lugar em seu coração, acima de todas as coisas e pessoas, e acima até de sua própria vontade. Além disso, você deve carregar sua própria cruz, isto é, considerar-se morto para si mesmo e saber que o mundo morreu para você e você para o mundo. Você também deve calcular o custo de seguir a Jesus e buscar nele os recursos para edificar um testemunho forte, visível e vigilante. Finalmente você deve estar ciente de quais são os seus verdadeiros inimigos e saber que não vem de você a força para combatê-los.

Este capítulo nos dá os ingredientes da receita da salvação e comunhão com Deus, e como toda receita não poderia faltar o sal, só que neste caso o sal é o próprio discípulo. É disto que Jesus fala nos últimos dois versículos de Lucas 14: “O sal é bom, mas se ele perder o sabor, como restaurá-lo? Não serve nem para o solo nem para adubo; é jogado fora” (Lc 14:34-35). Continue lendo »


Me explique esse versículo. ?”Mas, quando chegar o que é perfeito, então o que é imperfeito desaparecerá.” I Coríntios 13:10

Há aqueles que querem dizer que “o que é perfeito” refere-se a Jesus Cristo, e que esta passagem fala sobre o segundo advento de nosso Senhor. Mas, nos aprofundando no texto grego, vemos que:

“Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.” (I Coríntios 13:10 ACF1)

“otan de elqh to teleion tote to ek merouv katarghqhsetai” (I Coríntios 13:10 TR2)

A construção em grego é neutra, o que descarta a possibilidade de estar tratando de alguém, não é, assim, uma referência a Jesus, nem, como querem alguns outros, ao Espírito Santo, esta construção trata de algo, de um objeto, e não de alguém. Não há outro entendimento possível senão o de que este texto está tratando da palavra de Deus, que ainda estava, à época em que este texto foi escrito, sendo confeccionada.

.

Gostaria de saber como jesus fala conosco, eu ouço muito os pastores falando que jesus falou com ele, e como é isso ? Agente ouve a voz da de Deus como se fosse uma pessoa falando com agente ?

Deus fala conosco através da Sua Palavra. É lendo a Bíblia que “ouvimos” o que Deus tem a nos dizer. Continue lendo »