Após denunciar o orgulho individual de alguns judeus, que se consideravam melhores que os outros, Jesus revela o orgulho nacional do povo usando de uma parábola: “Um homem tinha uma figueira plantada em sua vinha. Foi procurar fruto nela, e não achou nenhum. Por isso disse ao que cuidava da vinha: ‘Já faz três anos que venho procurar fruto nesta figueira e não acho. Corte-a! Por que deixá-la inutilizar a terra? ‘ Respondeu o homem: ‘Senhor, deixe-a por mais um ano, e eu cavarei ao redor dela e a adubarei. Se der fruto no ano que vem, muito bem! Se não, corte-a’” (Lc 13:6-9).

Se você quiser entender o Novo Testamento deve ter sempre em mente o que João diz sobre Jesus em seu evangelho: “Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam. Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus” (Jo 1:11-12). Repare que o primeiro advento ou vinda de Jesus tem duas etapas. Primeiro, ele veio para o que era seu, isto é, os judeus. Como os seus não o receberam, ele passou a tratar com judeus e gentios que o receberam pela fé, fazendo deles filhos de Deus.

Portanto, ao ler os evangelhos, pergunte sempre: “O que isto tem a ver com os judeus?”. Somente depois é que você deve tentar identificar se existe algo que possa ser aplicado de forma direta ou indireta a você. Vemos que este capítulo está claramente relacionado aos judeus. Se perguntarmos ao profeta Isaías que vinha ou fazenda é esta, e o que significa a planta figueira, teremos a resposta: “A vinha do Senhor dos Exércitos é a nação de Israel, e os homens de Judá são a planta que ele amava” (Is 5:7). Continue lendo »


O capítulo 12 do Evangelho de Lucas terminou com o fracasso dos judeus em discernir o tempo da chegada do Messias. Agora o capítulo 13 revela o orgulho individual e nacional do povo. Se você for um dos que acham que quando algo vai mal a alguém isso é porque a pessoa fez algo de errado, o que Jesus diz serve para você. E para mim também, pois não existe um ser humano que não goste de apontar o dedo para as falhas dos outros para desviar a atenção de si mesmo.

Os judeus vão a Jesus contar dos galileus aos quais Pilatos teria mandado matar enquanto ofereciam sacrifícios a Deus. A intenção deles é maliciosa, e Jesus percebe isso. Os habitantes da Judeia não toleravam os da Galiléia e os consideravam inferiores. O comentário de Natanael no Evangelho de João sobre Nazaré, cidade da Galiléia, revela a opinião comum na Judeia. Quando Filipe avisou Natanael que tinha encontrado Jesus de Nazaré, cidade da Galiléia, sua reação foi: “Nazaré? Pode vir alguma coisa boa de lá?” (Jo 1:46).

Jesus não se limita a comentar o caso dos galileus, mas acrescenta outro também trágico: o desmoronamento de uma torre em Siloé que causou a morte de dezoito pessoas. Aquele que sonda os corações certamente sabe o que se passa no interior daqueles judeus orgulhosos de seu território, e por isso mostra que os habitantes da Galiléia eram tão pecadores quanto os da Judeia: Continue lendo »


‘’Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus. ’’ – (Mateus 22:29)

A Bíblia é uma das maiores dádivas concedidas por Deus a nós. Através da Palavra podemos aprender mais sobre o Senhor e a Sua vontade, conhecendo Seus preceitos, princípios, fundamentos e ensinamentos.

É imprescindível para o cristão conhecer as Escrituras e os que não o fazem estão em erro. Infelizmente a leitura da Palavra é negligenciada por muitos que arranjam pretextos para não lê-la, demonstrando uma falta de consideração atroz para com as coisas de Deus.

É comum ouvirmos pessoas dizerem que não devemos só ler a Bíblia, pois praticá-la é mais importante. A grande maioria dos que afirmam isso nem sequer leram toda a Bíblia, o que é constrangedor e vergonhoso, pois sabemos que esta é a principal maneira através da qual Deus fala conosco atualmente. Continue lendo »


É anti-Bíblico chamarmos Maria de rainha?

Totalmente anti-bíblico.

.

O homem não nasceu para pecar, o pecado desenvolve de acordo o desejo de cada coração. Certo Germano ?

Errado, o homem é mau e pecador por natureza: “E viu o SENHOR que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que TODA A IMAGINAÇÃO DOS PENSAMENTOS DE SEU CORAÇÃO ERA SÓ MÁ CONTINUAMENTE.” Gênesis 6:5

.

Vi no facebook do Leia A Bíblia a frase: Planeje onde você vai passar a eternidade antes de chegar lá. Não entendi muito bem, poderia me explicar?

Céu ou inferno? Simples! Continue lendo »