Uma vez que Paulo defendeu a salvação dos gentios e mostrou que muitos judeus haviam rejeitado Cristo, há perigo de os gentios se acharem superiores aos judeus. Vamos ver os comentários de Paulo para prevenir a arrogância entre os crentes gentios.

Ramos Enxertados (17-24)

Alguns ramos (judeus) foram quebrados, e ramos bravos (gentios) foram enxertados na mesma oliveira (17). Os novos ramos não têm direito de se orgulhar, pois eles dependem da raiz, e não vice-versa (18). O fato de serem enxertados não sugere algum mérito dos gentios e não os coloca acima dos judeus (19). A diferença é questão de fé, não de mérito: alguns judeus foram quebrados por falta de fé e alguns gentios foram enxertados por causa de fé (20). Para ficar na oliveira, os gentios teriam que manter o seu temor de Deus. Ele não poupou os judeus incrédulos e rejeitará os gentios se eles se tornarem incrédulos (21).

Paulo frisa os dois lados do caráter de Deus (22): a severidade para com aqueles que caíram e a bondade para com os que crêem. Mas essa bondade é condicional. Qualquer noção da impossibilidade da apostasia cai aqui. Para alcançar a vida eterna, a pessoa tem de manter a sua fé ativa. Se voltar ao pecado, será cortada da fonte da vida.

E agora uma mensagem de esperança. Mesmo aqueles que já rejeitaram Jesus podem mudar e ainda receber a salvação (23). Se não permanecerem na incredulidade, os judeus ainda terão a salvação em Cristo! Uma aplicação: Deixe a porta aberta! Muitas vezes, sentimos frustrados quando ensinamos a palavra e a pessoa não se converte a Cristo. Mesmo depois de ensinar tudo que podemos, devemos deixar a porta aberta. Se a pessoa, futuramente, mudar de idéia, ainda pode alcançar a salvação. Continue lendo »


Autor: Moisés foi o autor do Livro de Números.

Quando foi escrito: O Livro de Números foi escrito entre 1440 e 1400 AC.

Propósito: A mensagem do Livro dos Números é universal e eterna. Ela relembra aos crentes da guerra espiritual na qual estão engajados, pois números é o livro do serviço e caminhar do povo de Deus. O Livro de Números essencialmente preenche a lacuna entre os israelitas recebendo a Lei (Êxodo e Levítico) e a sua preparação para entrar na Terra Prometida (Deuteronômio e Josué).

Versículos-chave: Números 6:24-26: “O SENHOR te abençoe e te guarde; o SENHOR faça resplandecer o rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o SENHOR sobre ti levante o rosto e te dê a paz.”

Números 12:6-8: “Então, disse: Ouvi, agora, as minhas palavras; se entre vós há profeta, eu, o SENHOR, em visão a ele, me faço conhecer ou falo com ele em sonhos. Não é assim com o meu servo Moisés, que é fiel em toda a minha casa. Boca a boca falo com ele, claramente e não por enigmas; pois ele vê a forma do SENHOR; como, pois, não temestes falar contra o meu servo, contra Moisés?”

Números 14:30-34: “…não entrareis na terra a respeito da qual jurei que vos faria habitar nela, salvo Calebe, filho de Jefoné, e Josué, filho de Num. Mas os vossos filhos, de que dizeis: Por presa serão, farei entrar nela; e eles conhecerão a terra que vós desprezastes. Porém, quanto a vós outros, o vosso cadáver cairá neste deserto. Vossos filhos serão pastores neste deserto quarenta anos e levarão sobre si as vossas infidelidades, até que o vosso cadáver se consuma neste deserto. Segundo o número dos dias em que espiastes a terra, quarenta dias, cada dia representando um ano, levareis sobre vós as vossas iniqüidades quarenta anos e tereis experiência do meu desagrado.”

Resumo: A maioria dos eventos do Livro de Números se realiza no deserto, principalmente entre o segundo e quadragésimo ano da peregrinação dos israelitas. Os primeiros 25 capítulos do livro relatam as experiências da primeira geração de Israel no deserto, enquanto que o resto do livro descreve as experiências da segunda geração. O tema de obediência e rebelião seguidas de arrependimento e bênção percorrem todo o livro, assim como todo o Antigo Testamento. Continue lendo »


Das personagens que aparecem em Atos 12, qual você gostaria de ser? Talvez quisesse estar no lugar do rei Herodes. Afinal, quem iria se recusar a viver uma vida de poder, luxo e riqueza, como uma celebridade venerada por todos? Se acha que não, tente se lembrar da última vez em que viu os ricos e famosos no tapete vermelho da entrega do Oscar e pergunte ao seu coração se não desejou ser um deles.

As outras opções seriam Tiago, morto à espada por causa de sua fé em Jesus; Pedro, encarcerado pela mesma razão, e os irmãos, reunidos a portas trancadas em oração por Pedro enquanto ocorria uma perseguição generalizada contra os cristãos. Não parecem escolhas muito animadoras, não é mesmo? Supondo que não soubéssemos que Herodes acabaria comido vivo por vermes, acredito que a maioria dos votos iria para ele.

No entanto naquele capítulo Tiago partiu para “estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor” (Fp 1:23); Pedro foi libertado por um anjo enviado pelo Senhor, que não apenas fez suas algemas e as portas da prisão se abrirem milagrosamente, mas teve o cuidado de garantir que Pedro se vestisse, amarrasse as sandálias e cobrisse as costas com uma capa antes de enfrentar o sereno da madrugada. Quanto aos que oravam com as portas trancadas, eles desfrutavam do privilégio de penetrar nos céus, onde fica “o trono da graça”(Hb 4:14-16), para interceder por Pedro. Continue lendo »


Me afastei da igreja e não tenho mais a mesma intimidade com Deus como antigamente.. o que fazer pra voltar mais firme pra presença de DEUS?

Da maneira que você fala, quer me parecer que você está dizendo que Deus está na igreja. E não é isso o que ocorre. É claro que é muito importante que nos reunamos como Igreja, e o próprio Jesus Cristo disse em Mateus 18:20 – “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.”

Mas a nossa intimidade com Deus não tem relação com “ir à igreja” ou não. Nosso relacionamento com Deus é construído através da leitura da Bíblia e oração, principalmente. O Espírito Santo de Deus habita os santos onde quer que eles estejam. Deus está conosco o tempo todo através do Seu Espírito Santo, como está em I Corintios 6:19 – “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?”

O que você precisa fazer é orar muito e ler a Bíblia (mais ainda). Orando nós falamos com Deus; lendo a Bíblia, é Deus que fala conosco. Faça isso.


Porque davi não foi condenado por comer dos pães sagrados.”Somente o sacerdote e a sua família poderão comer da oferta sagrada; não poderá comê-la o seu hóspede, nem o seu empregado. Levítico 22:10

A Bíblia não dá detalhes do “porque” Deus não condenou Davi, mas podemos tirar algumas conclusões através da leitura Bíblica:

1. Davi era um homem “segundo o coração de Deus” e ungido para ser Rei de Israel.

2. O Espírito de Deus estava com Davi a partir do momento em que ele havia sido ungido por Samuel: I Samuel 16:13 – “Então Samuel tomou o chifre do azeite, e ungiu-o no meio de seus irmãos; E DESDE AQUELE DIA EM DIANTE O ESPÍRITO DO SENHOR SE APODEROU DE DAVI; então Samuel se levantou, e voltou a Ramá.”

3. Os pães que Davi pegou (pães da preposição) estavam sendo substituídos por pães novos e serviriam de alimento aos sacerdotes.

4. Davi corria perigo de vida e sabia que estava “quebrando uma regra”. Mas não deixaria seus homens com fome.

5. E talvez, o principal motivo, Jesus citou o exemplo de Davi em 1 Samuel 21.1-6 para chamar atenção dos seus opositores ao fato que nem tudo pode ser resumido ou explicado pela tradição rabínica.

Isso nos ensina que Deus, além de justo, é misericordioso. Continue lendo »