No final deste episódio da mulher samaritana os discípulos ficam surpresos quando encontram Jesus conversando com ela. Eles traziam em si a semente da intolerância, o que é revelado no capítulo 9 do Evangelho de Lucas quando discutem entre si qual seria o maior.

O primeiro efeito colateral da fé cristã é sentir-se superior às outras pessoas. Isto até que faria sentido em crenças que pregam a salvação dos melhores por seus próprios méritos e esforços. Mas o que dizer do evangelho que anuncia a salvação, não aos melhores, mas aos piores pecadores? Se você é salvo por graça, por meio da fé, e isto não vem de você ou de seus méritos, vai se gabar de quê?

A intolerância o leva a se separar daqueles que não pensam como você. Não falo aqui da separação dos pecados dessas pessoas ou de seus costumes contrários à vontade de Deus, mas de isolar-se e tornar-se inacessível a elas. Já imaginou se Jesus se isolasse dos pecadores e nem conversasse com eles? O que teria sido da mulher samaritana?

Outra característica da intolerância religiosa é a opressão passiva, que é o espírito de crítica e zombaria. Por se achar superior, você passa a zombar de todos os que não pensam como você. Faríamos melhor se, ao invés de zombarmos, gastássemos o mesmo tempo levando o evangelho aos incrédulos ou instruindo os fracos na fé. O problema é que, nesse espírito de intolerância, a existência de incrédulos nos faz sentir superiores e não nos animamos muito a mudar isso. Continue lendo »


Autor: O evangelho de Lucas não identifica o seu autor. Com base em Lucas 1:1-4 e Atos 1:1-3, é evidente que o mesmo autor escreveu ambos Lucas e Atos, dirigindo os dois ao “excelentíssimo Teófilo”, possivelmente um dignitário romano. A tradição desde os primeiros dias da igreja foi que Lucas, um médico e companheiro próximo ao Apóstolo Paulo, escreveu tanto Lucas e Atos (Colossenses 4:14; 2 Timóteo 4:11). Isto faria de Lucas o único gentio a escrever um dos livros da Escritura.

Quando foi escrito: O Evangelho de Lucas foi provavelmente escrito entre 58 e 65 dC.

Propósito: Assim como os outros dois evangelhos sinóticos, Mateus e Marcos, o propósito deste livro é revelar o Senhor Jesus Cristo e tudo o que Ele “começou a fazer e a ensinar até ao dia em que… foi elevado às alturas” (Atos 1:1-2). O Evangelho de Lucas é único por ser uma narração meticulosa — uma “exposição em ordem” (Lucas 1:3) compatível com a mente médica de Lucas — muitas vezes dando detalhes que as outras narrativas omitem. A história de Lucas da vida do Grande Médico enfatiza o seu ministério – e compaixão –aos gentios, samaritanos, mulheres, crianças, cobradores de impostos, pecadores e outros considerados marginalizados em Israel.

Versículos-chave: Lucas 2:4-7: “José também subiu da Galileia, da cidade de Nazaré, para a Judeia, à cidade de Davi, chamada Belém, por ser ele da casa e família de Davi, a fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. Estando eles ali, aconteceu completarem-se-lhe os dias, e ela deu à luz o seu filho primogênito, enfaixou-o e o deitou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria.” Continue lendo »


No capítulo 4 do Evangelho de João há três lições, todas relacionadas ao evangelho: “como pregar”, “o que pregar”e “para quê pregar”. A primeira mostra o espírito ou disposição na qual cristão deve levar as boas novas. A última ensina o objetivo da salvação de uma alma. Entre uma coisa e outra temos o evangelho propriamente dito, que envolve o reconhecimento de pecado e um encontro pessoal com o Salvador.

A chave para o “como pregar”está na palavra “necessário”, ou “importa”, do versículo 4 . Ali diz que era “necessário”Jesus passar por Samaria. A outra ocorrência da palavra “necessário”é no versículo 24, e é também a chave para o “para quê pregar”. Lá diz que é “necessário”que aqueles que adoram a Deus o adorem “em espírito e em verdade”.

Por que era necessário Jesus passar por Samaria? Não era por ser o caminho mais curto entre a Judeia — que era o centro do Judaísmo — e a Galileia, habitada por gentios. Os historiadores dizem que os judeus preferiam uma rota mais longa passando pela Pereia só para evitarem atravessar a Samaria. Eles odiavam os samaritanos, e nem mesmo conversavam com eles, por estes praticarem uma versão pirata do judaísmo, deturpando a religião dos judeus. Continue lendo »


“Os Judeus seguem a Torá, que corresponde ao Pentateuco, ou seja os primeiros cinco livros da Bíblia. O que Jesus falou não tem peso para eles.” – Eles são considerados como incrédulos então?

Sim, com relação a Jesus, totalmente.

.

Germano, tenho 2 bíblias, uma é aquela que você indicou e a outra é “bíblia da adolescente”, essa bíblia é bem mais fácil de entender, eu leio ela e depois eu leio a outra que você indicou, decorando versículos e tal. Estou fazendo errado?

Não está não. É interessante conhecer as duas versões para poder comparar. Vá em frente.

.

Vou ter que enfrentar uma situação em que o medo toma conta de mim, sabe? Deus falou comigo e disse que aonde quer que eu fosse Ele iria a minha frente, estaria ao meu redor me ajudando e protegendo, mas mesmo assim esse medo nao sai de mim, me ajude =(

Controle o medo e vá em frente. Covarde não é quem tem medo; é quem não o enfrenta. Salmo 37:5. Continue lendo »